Áreas rurais do Brasil têm 4G duas vezes pior que áreas urbanas

Por Nathan Vieira | 27 de Agosto de 2019 às 18h40
Divulgação

Nesta terça-feira (27), a Opensignal, uma empresa de análise móvel, divulgou um estudo comparativo entre a qualidade do sinal de Internet 4G em áreas urbanas e áreas rurais brasileiras. Para isso, o relatório também fez a comparação entre a disponibilidade de sinal das quatro principais operadoras brasileiras (TIM, Claro, Vivo e Oi), com base nos dados de mais de 1 milhão de celulares.

Basicamente, a análise foi feita a partir de critérios populacionais do IBGE que dividem os municípios brasileiros entre urbanos, intermediários e rurais. O IBGE constatou que, enquanto 76% da população brasileira era encontrada em áreas urbanas, isso correspondia apenas a 26% do total de municípios, com direito a grandes variações regionais, como é o caso do Nordeste, em que mais de um terço da população vivia em áreas rurais, comparado a menos de 1% no sul.

Segundo os estudos, os usuários do 4G em cidades urbanas contam com 75% de disponibilidade de sinal. Por sua vez, os usuários de regiões rurais contam com apenas 41% de sinal 4G. Em outras palavras, a disponibilidade do 4G nas cidades é quase duas vezes maior (1,8) em relação às zonas rurais. Além disso, a empresa também fez uma análise das disponibilidades de 4G em junção com as disponibilidades de sinal 3G, e chegou à conclusão de que as áreas urbanas apresentaram 90% de tempo de cobertura contra 74% das áreas rurais. Já em municípios intermediários, a disponibilidade do sinal é de 79%.

A relação entre a disponibilidade do 4G e do 3G/4G nas regiões urbanas, intermediárias e rurais (Foto: Opensignal)

Apesar da disparidade entre regiões, a Opensignal sugere que o Brasil segue evoluindo em termos de conexões móveis: "O Brasil tem tradicionalmente ficado atrás de seus pares na América Latina em termos de Disponibilidade 4G, mas o país agora está começando a se recuperar", anuncia a empresa no site, ao publicar o estudo. Em uma análise das principais operadoras de celular, a empresa percebeu que a TIM se destacou com cobertura 4G de 84% nos municípios urbanos e 53% nos rurais, e a Oi ficou com as piores médias: 64% nas regiões urbanas e apenas 14% nas rurais.

A Opensignal atribui o mau desempenho da Oi ao fato de a operadora ainda não contar com a faixa de conexão de 700 MHz. "Nas cidades brasileiras, estamos realmente começando a ver o impacto total do espectro de 700 MHz que foi leiloado e está chegando on-line devido à transição gradual do uso de TV analógica. Mas a operadora ainda pode garantir uma licença para a banda, já que o regulador deve realizar um segundo leilão no começo do ano que vem", diz a empresa.

Desempenho das principais operadoras de celular (Foto: Opensignal)

Na análise de 3G/4G por cada uma das operadoras, a Claro, a Vivo e a TIM mostraram bom desempenho nas áreas urbanas, com média de 92% de disponibilidade. Quando se fala de regiões rurais, a Vivo se destaca com 80%, contra 76% da Claro, 75% da TIM e apenas 38% da Oi.

Fonte: OpenSignal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.