Snowden se junta a hacker para construir um módulo de privacidade para iPhone

Por Redação | 13 de Setembro de 2017 às 15h02

Edward Snowden, ex-analista da CIA e da NSA que denunciou que programas das agências  invadiam a privacidade das pessoas, se uniu ao hacker de hardware Andrew "Bunnie" Huang para criar um protótipo de um módulo para iPhone chamado Introspection Engine. A peça de hardware é capaz de detectar se o dispositivo está transmitindo secretamente, ou seja, se ele está grampeado ou sendo monitorado.

A ferramenta visa a ajudar usuários como jornalistas e ativistas de direitos humanos, especialmente aqueles que atuam em regimes repressivos com capacidades de invadir  smartphones, a verificar se seus telefones realmente não estão enviando nem recebendo sinais quando estivem no modo avião.

Protótipo do Introspection Engine
O módulo verifica se há envio de dados quando o telefone está no modo avião

Desenvolvido como hardware de código aberto, a peça fica sobreposta ao compartimento da bateria do iPhone, como um case, e exibe as informações quando o telefone estiver usando wi-fi, dados de celular, bluetooth ou GPS.

Em um artigo publicado no PubPub, Snowden e Huang escreveram: "Hoje, jornalistas, ativistas e trabalhadores dos direitos humanos ocupam uma posição de vulnerabilidade. Boa parte dessa vulnerabilidade se origina da opacidade dos dispositivos modernos: simplesmente não há ferramentas disponíveis pelas quais seja possível determinar o que está acontecendo sob a tela e os ícones. Não podemos garantir o que não podemos inspecionar".

Eles citam o caso do repórter Marie Colvin, que, de acordo com um processo contra o governo sírio arquivado em 2016, foi morto pelas forças sírias. Sua localização foi descoberta por meio do uso de dispositivos de intercepção que monitoravam antenas parabólicas e comunicações de celulares.

Telefone silencioso

O próximo passo da dupla é desenvolver o que eles chamam de "Telefone Silencioso", um iPhone modificado com sistemas de transmissão desativados, algo que Snowden e Huang dizem ser relativamente fácil de fazer com alguns ajustes no hardware do smartphone.

O aparelho poderia se comunicar por meio de conexões ethernet com fio, enviadas para roteadores conectados à rede anônima Tor. Esse sistema permite que os usuários conectem seus telefones com segurança, sem se preocupar com espionagem.

Fonte: Fast Company

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.