Conheça o Arduino, projeto de hardware opensource que virou mania mundial

Por Pedro Cipoli

Estamos acostumados a ver inúmeros programas na internet com a denominação de opensource, ou código aberto em português, tendo as distribuições Linux como as maiores representantes desse movimento. Mas, quem já escutou falar em hardware de código aberto? No documentário abaixo (em inglês) os criadores do projeto Arduino falam um pouco sobre os detalhes desde a sua criação em 2005 até se tornar um movimento global, mostrando também vários projetos construídos com ele, desde luzes que se movimentam através de ondas sonoras até impressoras 3D:

A ideia principal é popularizar o ensino de eletrônica com um foco na prática desde o começo. Embora existam vários modelos para se começar, todas as placas do projeto incluem uma interface serial ou USB para conectar ao computador, um controlador e algumas linhas de entrada/saída para a conexão com outros módulos. A placa principal em si não faz grandes coisas, mas a adição de módulos e a programação em código com o Arduino IDE criam possibilidades infinitas.

Arduino

Por exemplo, que tal bater palmas e desligar a luz da sala ou quarto? Para quem deseja construir algo parecido o Arduino é um bom sistema para começar. É preciso somente escolher os módulos corretos, estudar muito e construir. Existem várias placas para começar, como a Arduino Uno, Arduino Extreme e Arduino Mega, todos eles equipados com controladores ATmega para manipular todos os componentes que forem adicionados.

Arduino

A programação necessária para controlar cada um dos componentes de hardware adicionados ao Arduino é feita na linguagem C e C++, utilizando uma biblioteca adicional conhecida como Wiring. Para os iniciantes o primeiro projeto geralmente é o de controlar alguns LEDs, alternando a velocidade com que piscam ou mesmo escrevendo o próprio nome. A partir daí, vão construindo projetos cada vez mais sofisticados.

Arduino

Embora o projeto inicial seja facilitar o ensino tanto de eletrônica quando de programação para estudantes e entusiastas, o Arduino é visto por muitos com um hobby e as pessoas continuam desenvolvendo novos dispositivos mesmo após sair do ensino técnico e graduação, ainda mais considerando o baixo custo do equipamento: as placas Arduino custam cerca de R$ 70 a R$ 130 e o resto dos componentes custa apenas alguns reais.

Trabalha com eletrônica? Conhecia o Arduino? Conte-nos nos comentários!

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.