Que tal ganhar dinheiro caçando bugs em softwares de grandes empresas?

Por Redação | 12 de Abril de 2016 às 11h43

Com a constante preocupação com falhas de segurança, diversas companhias têm buscado talentos que sejam capazes de encontrar bugs em seus sistemas, dando início a um negócio bastante lucrativo. A Microsoft e o Facebook, por exemplo, oferecem recompensas a quem encontrar erros de software há bastante tempo, mas o mercado para especialistas caçadores de falhas está aumentando, e muito.

No mês de março, o governo dos Estados Unidos anunciou a recompensa de US$ 150 mil para quem conseguir encontrar falhas no site do Departamento de Defesa. Já a agência de espionagem da Dinamarca está contratando hackers para lidar com as ameaças de invasão e aumentar a segurança nacional. Mas tudo isso é feito conforme a lei, a pedido das próprias companhias, já que em muitos países o acesso não-autorizado aos sistemas é considerado crime.

De qualquer maneira, para quem gosta de encontrar erros e deseja fazer uma renda extra com isso, grandes incentivos financeiros podem ser encontrados. Para se ter uma ideia do potencial de ganhos, o Facebook já pagou cerca de R$ 3,5 milhões em recompensas para os bug hunters, sendo a recompensa média paga por bug de R$ 6.400. Vale destacar que o valor varia de acordo com a importância do erro encontrado. Já a Microsoft oferece o prêmio máximo de US$ 100 mil para o caçador que conseguir invadir os sistemas de segurança do Windows.

O negócio não só é lucrativo como pode render empregos para os melhores caçadores de bugs, já que as invasões por hackers podem causar grandes prejuízos para as companhias. Prevenir e não remediar, esse tem sido o objetivo das empresas que buscam quem tem habilidades para encontrar vulnerabilidades e, consequentemente, proteger seus sistemas.

Fonte: BBC Brasil

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.