Quatro hacks do corpo humano que vão tornar sua vida mais fácil

Por Redação | 11.08.2015 às 08:47

Pode parecer coisa retirada de um filme de ficção científica, mas imaginar pessoas fazendo alterações em seus corpos para deixá-los um pouco mais tecnológicos e muito mais práticos não é algo que veremos somente em um futuro distópico no qual as máquinas venceram. Na verdade, esse mundo em que pessoas estão a um passo de se transformarem em ciborgues já existe agora.

É claro que, pelo menos por enquanto, esses upgrades são coisas pequenas e feitas apenas para facilitar a vida daqueles que decidiram "hackear" seus próprios corpos. Porém, vamos dizer que ver esses grinders — como são chamadas as pessoas que fazem essas modificações — ainda é algo que assusta em um primeiro momento.

Ainda assim, não há como negar que as vantagens que a implantação de pequenos componentes eletrônicos e microchips no corpo para a execução de determinadas tarefa é algo que sempre sonhamos em ter e que muita gente decidiu pôr em prática. E, mais importante, isso pode ser o primeiro passo para que tudo deixe de ser uma excentricidade de poucos e seja algo comum em nosso cotidiano no futuro.

robocop

Assim, conheça algumas das inserções que algumas pessoas um pouco mais entusiasmadas com a tecnologia fizeram em seus corpos.

Chips de NFC

Qualquer pessoa que já perdeu a chave de casa ou de seu carro já deve ter sonhado com um futuro em que bastaria aproximar sua mão da fechadura para que tudo se desbloqueasse. É o tipo de coisa que facilitaria tanto as nossas vidas que chega a ser surpreendente que ninguém tenha feito nada nesse sentido comercialmente falando. E é por isso que alguns grinders saíram na frente.

A partir da instalação de um microchip equipado com a tecnologia NFC, os hackers corporais se aproveitam dessa comunicação via campo de proximidade para interagir com diferentes tipos de dispositivos, incluindo trancas de portas. Basicamente, trata-se de uma maneira muito mais inteligente de manter sua casa em segurança e sem depender da sua péssima memória.

NFC na mão

Lembra-se quando sua mãe dizia que você só não esquecia a cabeça porque ela estava grudada no pescoço? Pois a ideia é a mesma, com a diferença de que o pequeno chip é inserido em uma camada subcutânea da sua mão, impedindo que você perca o pequeno componente na correria do cotidiano.

É claro que isso exige que você adapte as travas desejadas, como a da porta da sua casa ou do seu carro, mas isso não deve ser um problema para quem está disposto a adaptar até mesmo seu corpo. Assim, basta aproximar sua mão da trava inteligente para que o chip libere o acesso.

Além disso, a utilização do NFC nas suas mãos pode ser usada também para simplificar o acesso a outros dispositivos. Como o site Business Insider sugere, seria possível fazer com que o seu smartphone reconhecesse o sensor integrado ao seu corpo e desbloqueasse a tela automaticamente sem exigir uma senha ou coisa parecida. Ele saberia que é você quem está no comando a partir de um simples toque.

NFC na mão

E, por mais exagerado que pareça, o NFC também aumenta consideravelmente a segurança do indivíduo. Afinal, como as portas e dispositivos só são desbloqueados diante da sua presença, ficaria muito mais complicado para roubos, já que não há uma chave ou coisa parecida que possa ser levada por criminosos.

Seja o Magneto

Se você é fãs dos X-Men e sempre sonhou em ter poderes como o do vilão Magneto, saiba que já é possível — ainda que não daquela maneira por razões óbvias. Algumas das modificações mais comuns feitas por esses grinders é exatamente colocar um imã em partes específicas do corpo para interagir com objetos metálicos.

BioHack

É claro que não se trata de uma peça magnética qualquer, uma vez que isso pode realmente fazer mal ao seu organismo de diversas formas. Por isso, eles colocam um tipo específico de imã que é seguro utilizar e escolhem geralmente a ponta dos dedos por ser o lugar mais fácil de manipular objetos de metal.

A utilidade prática desse tipo de hack corporal é um pouco questionável. Ao contrário do NFC, que realmente tinha uma razão bem clara, virar um vilão dos X-Men não traz muitas vantagens além de ser a atração da mesa de bar quando for sair com seus amigos. No máximo, você nunca mais vai deixar o garfo cair durante o almoço e muito menos vai perder tempo procurando moedas no fundo do bolso.

Fone de ouvido invisíveis

Você certamente já se odiou por ter esquecido os fones de ouvido em casa durante aquela viagem de ônibus em que tinha uma criança chorando sem parar ou mesmo quando viu que seu podcast favorito saiu. Por isso, alguns grinders decidiram acabar com esse problema ao criar uma forma de fazer com que fones estejam sempre dentro de você.

Exemplo disso foi o que o Rich Lee fez. Ele utilizou um tipo específico de imã capaz de transmitir ondas sonoras e o colocou em seus ouvidos de modo que não precisasse mais de um fone de ouvido para ouvir suas músicas. Tudo o que ele precisa fazer é parear esses implantes com um amplificador e um colar de bobina que ele usa para escutar suas músicas normalmente.

Parece um pouco confuso à primeira vista, mas o método usado por Lee é bem simples. O amplificador se comunica diretamente com o acessório em seu pescoço, criando um campo magnético que vai enviar os sinais aos imãs em seus ouvidos. Com isso, ele consegue ouvir aquela playlist do Spotify do mesmo modo que você — mas sem deixar isso claro para ninguém.

O único problema é que as pessoas nunca sabem que ele está mais preocupado ouvindo música do que prestando atenção no mundo ao seu redor, o que deve fazer com que ele tenha de aguentar o pessoal puxando papo no ônibus de qualquer jeito.

Eu sou a bússola

Você faz parte do grupo de pessoas que ainda se surpreende com a habilidade de certos pássaros e outros animais de se localizarem e sempre saberem para onde é o norte? Pois o biohack pode trazer a solução para isso e fazer com que você tenha o mesmo senso de direção — o que vai ajudá-lo a se perder menos por aí.

O NorthStar é um dispositivo envolto em silicone que funciona como uma pequena bússola dentro do seu corpo. Ele coloca cinco pequenos LEDs na sua mão que vão ser iluminados à medida que você se direciona para o norte magnético da Terra. Assim, a partir do quanto essas luzes estão acesas, você sabe o quanto você está perto ou não do ponto cardeal desejado.

A diferença é que, pelo menos por enquanto, esse biohack continua sendo apenas hipotético, já que ninguém teve coragem de colocá-lo. No entanto, membros da comunidade grinder já avisaram que as primeiras tentativas de usar o NorthStar devem aconteceu já no próximo mês de setembro.

Via: Business Insider