Hackers oferecem ataques DDoS por US$ 10 a hora na deep web, revela estudo

Por Ramon de Souza | 26 de Março de 2018 às 17h35
Pinterest

Quanto você acha que custa contratar um hacker para cometer cibercrimes? Uns US$ 5 mil? Talvez US$ 5 milhões? Acredite ou não, mas, como revela um estudo recentemente divulgado pela Armor, os valores praticados por meliantes digitais na deep web são bem mais acessíveis do que todos nós imaginávamos. É possível pedir a um “especialista” em ataques de negação de serviço (DDoS), por exemplo, que realize a prática durante uma hora por apenas US$ 10. Em alguns casos, isso é o suficiente para derrubar um site.

Para produzir o relatório, a Armor monitorou sites e fóruns obscuros da internet durante os últimos meses de 2017, no intuito de entender um fenômeno que ela mesma chama de “cibercrime como um serviço” (cybercrime-as-a-service ou CaaS). Os criminosos cibernéticos parecem ter descoberto que é muito mais lucrativo alugar seus conhecimentos técnicos do que simplesmente invadir sistemas para si próprios, passando a oferecer um portfólio invejável de serviços de hacking e cracking.

Navegando através desse tipo de página, é possível comprar pacotes de contas do Instagram hackeadas a partir de US$ 15; botnets para explorar vulnerabilidades bancárias têm preços que variam de US$ 750 a US$ 1,2 mil, sendo possível adquirir um suporte 24 horas por uma taxa adicional de US$ 150. Também dá para encontrar keyloggers, ferramentas para roubar notas de caixas automáticos e tutoriais dos mais variados tipos — estes últimos partem de US$ 5. Uma verdadeira pechincha.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Criminosos oferecem até ferramentas para roubar caixas eletrônicos (Reprodução: Pinterest)

Aliás, a título de curiosidade, o item mais caro encontrado pela Armor foi um plano de uso mensal e de tráfego ilimitado do Stegano, um exploit kit que lhe permite esconder scripts maliciosos em banners online e propagá-los em sites de boa reputação como se fossem anúncios publicitários normais. Malwares espalhados pelo Stegano não requerem uma interação com o usuário para infectar o computador, e, por conta disso, o pacote oferecido pelos hackers custa US$ 15 mil por mês.

Fonte: Armor

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.