Canadense que ajudou russos a hackear Yahoo é condenado a 5 anos de prisão

Por Wagner Wakka | 29 de Maio de 2018 às 18h15
Tudo sobre

Yahoo

O canadense Karim Baratov, acusado de ter ajudado agentes russos a hackear o Yahoo em 2014, foi sentenciado a cinco anos de prisão. No ano passado, o jovem de 22 anos foi acusado pela justiça dos Estados Unidos, mas já estava preso a pedido de promotores.

O Departamento de Justiça dos EUA acusou também outros três homens; entre eles, oficiais do Serviço de Segurança Federal da Rússia. Segundo o órgão norte-americano foram furtados dados de 500 milhões de contas do Yahoo em 2014.

Em novembro do ano passado, ele assumiu a culpa pelo crime de conspirar em fraude computacional e roubo de informações. Ele ainda assumiu que, além do Yahoo, teve acesso a informações de grandes empresas globais, de executivos, serviços financeiros dos Estados Unidos, empresas aéreas e outras companhias. Destas, Baratov não cita nomes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ele foi condenado nesta terça (29) a 94 meses de prisão, sendo que havia tentando negociar metade deste período. Além disso, ele foi condenado a pagar uma fiança de US$ 250 mil. Na sentença, Baratov pediu desculpas pelo crime. “Os últimos 14 meses foram uma experiência muito humilhante e reveladora. Não há desculpa para minhas ações. Tudo o que posso fazer é prometer ser um homem melhor", disse ao juiz.

 

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.