Ação conjunta da Interpol combate crimes virtuais relacionados ao coronavírus

Por Claudio Yuge | 08 de Maio de 2020 às 23h50
Pixabay

As pessoas estão mais conectadas durante o confinamento de prevenção ao novo coronavírus (SARS-CoV-2) e essa maior presença digital também vem chamando a atenção de cibercriminosos, que aproveitam o interesse pelo assunto para realizar ataques virtuais. A companhia de segurança Trend Micro agora se junta à Organização Internacional de Polícia Criminal, a Interpol, para combater esses golpes.

A campanha mundial leva o título de #WashYourCyberHands (lave as suas mãos cibernéticas, em tradução livre) e aborda os principais riscos e ameaças que os usuários correm no ambiente virtual durante a crise da COVID-19. As ações de conscientização acontecerão durante todo o mês de maio, em diversos canais, e contará com dicas de prevenção, tanto para consumidores como também para empresas — a ideia é fornecer informações sobre como ter uma "higiene" no ambiente cibernético.

A iniciativa surge de uma aliança internacional especializada em cibersegurança na qual a Trend Micro faz parte. O número de ataques maliciosos em ambientes virtuais tem crescido exponencialmente nos últimos meses. De janeiro a março, a companhia identificou mais de 900 mil ameaças on-line, como spams enviados por email, malwares, phishings e outros tipos de golpes, todos relacionados com o tema COVID-19.

Fonte: Trend Micro

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.