Beneficiários do Bolsa Família poderão receber auxílio por poupança digital

Beneficiários do Bolsa Família poderão receber auxílio por poupança digital

Por Rui Maciel | 28 de Novembro de 2020 às 19h00
Caixa

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou nesse sábado (28) que, a partir de dezembro, os beneficiários do programa Bolsa Família receberão o auxílio por meio a Conta Poupança Social Digital. A ação beneficiará mais de nove milhões que tem direito ao pagamento, mas não possuem nenhum conta bancária.

A partir da Conta Poupança Social Digital, será possível não apenas sacar os valores recebidos, como também movimentá-los pelo aplicativo CAIXA Tem. A modalidade também permitirá que o beneficiário tenha conta bancária sem obrigatoriedade de saque integral das parcelas. A abertura das contas será feita de forma automática e escalonada pela Caixa sem a necessidade de apresentação de documentos ou comparecimento às agências.

App Caixa TEM, que permitirá a movimentação da poupança digital (Captura de tela: Laisa Trojaike/Canaltech)

Além de movimentar o benefício pelo aplicativo, os beneficiários poderão continuar sacando os recursos por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Abertura gradual das contas

A CEF informou também que a abertura das contas Poupança Social Digital para crédito do Bolsa Família será feita de forma gradual e escalonada. Os primeiros a receber os recursos com os serviços nesta modalidade serão os beneficiários de NIS com final 9 e 0, seguindo a data de crédito regular do programa.

A primeira etapa ocorrerá em dezembro, com cerca de 1,5 milhão de pessoas recebendo os valores pelo CAIXA Tem. Mês a mês, de acordo com o último digito no NIS, os beneficiários passarão a receber o benefício do Bolsa Família com os serviços da Conta Poupança Social Digital, conforme o seguinte calendário:

- Beneficiários com NIS final 6, 7 e 8 receberão a partir de janeiro de 2021 (2,25 milhões de pessoas)

- Beneficiários com NIS final 3, 4 e 5 receberão a partir de fevereiro de 2021 (2,25 milhões de pessoas)

- Beneficiários com NIS final 1, 2 e Grupos Populacionais Tradicionais Específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares e outros) receberão a partir de março de 2021 (três milhões de pessoas)

Mas o que é a Poupança Social Digital da CEF?

​A Poupança Social Digital CAIXA é uma modalidade de poupança cuja movimentação é feita pelo aplicativo Caixa Tem e que não possui limite de movimentação e saldo. Ela foi criada pela CEF para beneficiários de programas do Governo Federal, como o Auxílio Emergencial, o Benefício Emergencial e o Fundo de Garantia do Trabalhador Social (FGTS).

​A partir da Poupança Social Digital CAIXA, o usuário poderá - através do Caixa Tem - realizar pagamentos e transferências; transações com utilização do Cartão Virtual de Débito e saque sem cartão em terminais de autoatendimento (ATM), Lotéricas e Correspondentes CAIXA Aqui Transacionais.

​​A Poupança Digital Caixa é isenta de tarifa mensal de manutenção e conta com os seguintes serviços básicos gratuitos:
Realização de até 02 (dois) saques por mês, em terminal de autoatendimento e unidades lotéricas (em breve, pelo Saque Digital sem cartão);

  • Realização de 03 (três) transferências por mês, para conta de depósitos para outros bancos;
  • Realização ilimitada de transferências para contas da Caixa;
  • Fornecimento de até 02 (dois) extratos, por mês, contendo a movimentação dos últimos trinta dias;
  • Realização de consultas por meio digital, site ou aplicativos disponibilizados pela Caixa.
  • As movimentações que ultrapassem os serviços básicos são cobradas conforme Tabela de Tarifas vigente.


Além disso, a regra da poupança determina que a remuneração dos depósitos de poupança é composta de duas parcelas:

  • a remuneração básica, dada pela Taxa Referencial - TR;
  • a remuneração adicional, correspondente a: 0,5% ao mês, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for superior a 8,5%;
  • ou 70% da meta da taxa Selic ao ano, mensalizada, vigente na data de início do período de rendimento, enquanto a meta da taxa Selic ao ano for igual ou inferior a 8,5%.

Fonte: Agência Brasil  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.