Google I/O | Google anuncia uma série de novidades e melhorias para o Assistente

Por Ramon de Souza | 08 de Maio de 2018 às 15h50
TUDO SOBRE

Google

Durante sua conferência I/O 2018, que está ocorrendo nesta terça-feira (8) nos EUA, a Google anunciou uma série de novidades que chegarão até o final do ano para o Assistente, seu assistente pessoal feito para concorrer com Siri, Alexa e Cortana. De acordo com a Gigante das Buscas, o software já está disponível em mais de 50 milhões de dispositivos (sendo que, desse montante, cerca de 5 mil são gadgets de IoT residenciais), e, até o fim de 2018, será compatível com 80 países e 30 idiomas distintos.

Uma das principais melhorias anunciadas para o Assistente é que, a partir de agora, a inteligência artificial conseguirá manter uma conversa extensa com você e atender a diversos pedidos distintos sem a necessidade de dizer o comando “Ok, Google” diversas vezes. Bastará invocar o app uma única vez e ele se manterá na escuta até que seja dispensado.

Além disso, a empresa resolveu atender aos pedidos dos usuários e permitirá que o Assistente faça duas tarefas (ou mais) ao mesmo tempo. Por exemplo, agora será possível perguntar como está a temperatura em São Paulo e no Rio de Janeiro simultaneamente. Tais recursos, batizados de “Continued Conversations” e “Multiple Actions”, serão aplicados em todos os dispositivos compatíveis com a solução e chegarão nas próximas semanas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O Assistente também ganhará seis novas vozes (incluindo a do cantor John Legend) e ganhará uma funcionalidade específica para “treinar” as crianças a serem mais educadas. Quando ativada, tal opção vai ativar o app apenas caso os baixinhos peçam “por favor” ou digam uma “palavrinha mágica” similar. Elas também serão respondidas com “obrigado” e “grato pela sua gentileza” pela inteligência artificial.

Ver e ouvir

Mas a Google não está aprimorando apenas a parte sonora do Assistente — ela também anunciou novidades bem bacanas para a parte visual do serviço. A principal delas é um redesenho completo na interface da I.A. para dispositivos móveis, que passará a exibir mais informações para seus comandos e até mesmo botões e menus para controlar gadgets conectados (como termômetros inteligentes, câmeras, speakers etc.).

A companhia também ressaltou que, em breve, o Assistente também poderá ser usado em Smart Displays (telas inteligentes), uma nova categoria de produtos inteligentes que a marca anunciou também na I/O 2018. Trata-se de displays conectados e feitos especialmente para exibir de forma visual algumas informações solicitadas para o Assistente, seja em dispositivos móveis ou através de um Google Home.

Como se esse novo formato de interação não fosse o suficiente, o Assistente também está prestes a ser integrado com o Google Maps. Isso lhe permitirá questionar a inteligência artificial sobre a viagem sem ter que tirar as mãos do volante (perguntar sobre o trânsito, rotas alternativas, tempo estimado de chegada e assim por diante). Tal integração deve estar completa até o mês de setembro; o novo visual do app, porém, só deve chegar no fim do ano.

Ainda mais útil e inteligente

Ao longo dos próximos meses, a Google também testará, com um número limitado de usuários, uma atualização do Assistente que terá como base a exclusiva tecnologia Google Duplex. O recurso permitirá que o assistente pessoal entre em contato sozinho com estabelecimentos que demandam reserva (por exemplo, restaurantes, salões de beleza etc.), negocie um horário para o usuário e automaticamente adicione tal compromisso em seu calendário. Incrível, não é mesmo?

A ideia da Gigante das Buscas é que o Assistente realmente elimine a necessidade de entrar em contato telefônico para esse tipo de situação — porém, para que tal sistema funcione, será necessário que os estabelecimentos também adotem a tecnologia proposta pela companhia, passando a ofertar um sistema de agendamentos totalmente digital e dispense o uso de telefones. Obviamente, tal novidade ainda vai demorar para chegar ao Brasil, mas ainda assim é algo divertido de se ver.

Google Home conquistando o mundo

Por fim, a empresa também deixou avisado que os aparelhos Home e Home Mini serão vendidos oficialmente em mais sete países até o fim de 2017. Os locais escolhidos são: Dinamarca, Coreia, México, Países Baixos, Noruega, Espanha e Suécia. Infelizmente, por enquanto, o Brasil segue de fora.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.