Amazon aumenta salário mínimo de funcionários para US$ 15 por hora nos EUA

Por Rafael Arbulu | 02 de Outubro de 2018 às 10h26
Time
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

A Amazon anunciou que, a partir de 1º de novembro, todos os funcionários efetivos e temporários nos EUA, bem como todas as suas subsidiárias, terão seus salários mínimos aumentados para US$ 15 por hora (algo em torno de US$ 120 diários ou aproximadamente US$ 3 mil mensais). A medida vem para combater acusações de que a empresa cometeria abusos e excessos com seus empregados.

“Nós ouvimos nossos críticos, pensamos muito sobre o que poderíamos fazer e decidimos que queremos liderar”, disse o CEO do grupo, Jeff Bezos, durante anúncio aos funcionários. “Estamos empolgados com esta mudança e queremos incentivar nossos concorrentes e outras grandes empresas a se juntarem a nós”.

Mais além, a empresa também anunciou que pressionará o governo por meio de lobby para que o salário mínimo nacional aumente. Atualmente, o governo dos EUA entende por “salário mínimo” o valor de US$ 7,25 por hora: “Achamos que este valor é muito baixo. Nós podemos procurar o Congresso para definir parâmetros de um novo salário, mais alto, em escala federal”

O CEO do grupo Amazon, Jeff Bezos, anunciou o aumento do salário mínimo de seus funcionários para US$ 15 por hora

Escrutínio sob acusações de más práticas

Embora a medida tenha o objetivo de melhorar a qualidade de vida de seus funcionários, algumas pessoas não enxergam a Amazon desta forma. O senador independente Bernie Sanders, por exemplo, recentemente apresentou projetos legislativos para acabar com o que ele chamou de “guerrilha corporativa”. Embora não tenha nomeado expressamente a Amazon, há uma mensagem subjetiva no projeto direcionada ao grupo varejista (o titulo do projeto, em inglês, é “Stop Bad Employers by Zeroing Out Subsidies” — junte as letras em negrito).

Já a Whole Foods, subsidiária da Amazon para o setor de hipermercados e compras de comida para o lar, vem sendo pressionada por um grupo de funcionários que buscam a sindicalização. Ironicamente, uma das exigências do grupo era o aumento de salário para, veja você, US$ 15 por hora. Contudo, não há indícios de relação entre a demanda e o anúncio feito por Jeff Bezos.

Fonte: Techcrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.