The Last of Us Part II é banido na Arábia Saudita

Por Felipe Demartini | 15 de Junho de 2018 às 11h51
TUDO SOBRE

Sony

A data de lançamento de The Last of Us Part II ainda é desconhecida, mas os jogadores da Arábia Saudita já têm uma certeza: o título jamais será lançado por lá. Isso porque a Comissão Geral de Mídia Audiovisual do país, órgão responsável pela classificação indicativa, já anunciou que o próximo lançamento da Naughty Dog e da Sony está banido.

O motivo foi o novo trailer do game, exibido durante a E3 2018, que traz uma cena de beijo entre as personagens Ellie e Dina. As leis do país árabe impedem a demonstração de cenas de homossexualidade, o que levou a garantia de que o título será proibido por lá antes mesmo de seu lançamento e avaliação pelas autoridades competentes. É uma condição inegociável.

O usuário ToyGTone foi o responsável pela divulgação da informação. No Reddit, ele também citou uma reação mista entre os jogadores. Muitos deles teriam ficado surpresos ao verem a cena, pelo simples fato de que a DLC Left Behind, que revelou mais sobre a personalidade de Ellie ainda como extensão ao primeiro The Last of Us, foi banida no país pelo exato mesmo motivo. Muitos, afirmam ele, nem mesmo sabem que a expansão existe.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Outros, porém, comemoraram a decisão, que respeita as leis locais. Os direitos LGBT não são reconhecidos na Arábia Saudita e a demonstração de comportamento homossexual é considerada imoral, podendo ser punida com atos que vão desde multas até castigos corporais, prisão e execução.

A proibição do game afeta a PlayStation Network, impedindo o lançamento digital do game para o PS4, e também lojas físicas, significando que o jogo não será distribuído na Arábia Saudita. As leis, entretanto, não impedem a importação do título ou até mesmo o acesso às redes online de outros países, pelas quais o jogo pode ser adquirido e baixado normalmente.

Isso fez com que, de acordo com o usuário responsável pela informação, a maioria dos jogadores nem mesmo se importassem com o banimento. Eles estariam acostumados a verem jogos com altos índices de violência ou temática adulta sendo banidos do país e costumam importá-los a partir de países vizinhos ou até da Europa, bem como acessar lojas digitais internacionais quando um título está disponível apenas por meio da PSN.

Apesar das leis mais rígidas, a lista de jogos banidos na Arábia Saudita não é tão grande. A maioria dos jogos proibidos, como God of War, Wolfenstein, Grand Theft Auto e Heavy Rain, aparecem na relação por conterem cenas de nudez ou sexo. Outros jogos, como diferentes lançamentos de séries como Assassin’s Creed, Call of Duty e South Park, também tiveram vendas impedidas de forma temporária ou permanente devido ao conteúdo ofensivo aos costumes do país ou representações do povo árabe vistas como “negativas”.

Fonte: ToyGTone (Reddit)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.