Steam não vai mais aceitar bitcoins para compras de jogos

Por Redação | 07 de Dezembro de 2017 às 10h57

A Valve anunciou nesta quinta-feira (07) que não vai mais aceitar bitcoins como forma de pagamento para compra de jogos na Steam. De acordo com a empresa, as altas taxas cobradas pelas empresas de câmbio, assim como as gigantescas variações no valor da moeda, levaram a modalidade financeira a se tornar inviável no marketplace, gerando altos custos para os jogadores e muita dificuldade na administração da loja online. Diante disso, o melhor foi finalizar o suporte à moeda.

Com a valorização da criptomoeda, cresceu também a complexidade de se negociar com ela, bem como as tarifas. A Valve cita, por exemplo, que quando o suporte às bitcoins foi adicionado, em 2016, o custo por transação era de apenas US$ 0,20. Hoje, quase dois anos depois, em algumas operadoras, ele pode chegar a US$ 20, o que, por si só, já acabaria inviabilizando a compra de muitos games com a moeda.

Além disso, a movimentação do câmbio em si leva a incertezas no momento da compra. Um título que custa 0,001 bitcoin, o equivalente a R$ 51 no momento em que esta reportagem é escrita, pode ter seu valor multiplicado ou bastante reduzido em questão de horas ou dias, dificultando as políticas de precificação tanto para a própria Valve quanto para as distribuidoras que lançam seus títulos para a plataforma.

A junção desses dois aspectos causou mais dor de cabeça do que soluções para a companhia. Ao comprar um game, o usuário transferia para a Valve o valor do título em si, junto com a taxa da operadora de câmbio. São custos, entretanto, válidos apenas por um período de tempo, muitas vezes curto, o que poderia levar a dois cenários: prejuízo para a dona do Steam, que precisaria cobrir a diferença; ou para o jogador, que pode acabar pagando mais caro por um game por conta da volatilidade.

No segundo caso, o que se seguia, normalmente, eram pedidos de reembolso ou de pagamento adicional por parte dos usuários, o que, em ambos os casos, causava frustração. Em todos os casos, ainda, mais uma taxa era cobrada, de forma a, muitas vezes, suplantar o custo da diferença, com um dos dois lados se vendo obrigado a assumir esse ônus.

Com a decisão desta quinta-feira, todos os pagamentos com bitcoins no Steam estão suspensos sem previsão de retorno, com apenas as transações realizadas antes do fechamento ainda sendo processadas normalmente. A empresa disse que pretende continuar avaliando o mercado e, quem sabe, pode voltar a aceitar as moedas no futuro. Por enquanto, entretanto, os jogadores devem recorrer a métodos mais tradicionais de pagamento.

A alta variação no preço das bitcoins vem sendo vista com bons olhos por investidores, principalmente na medida em que as moedas batem recordes históricos a cada dia. Nesta quinta, a cotação chegou a um patamar inédito mais uma vez, ultrapassando a barreira dos US$ 15 mil durante a madrugada, apresentando leve retração logo depois.

Fonte: Valve

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.