Paródia pornô de Fortnite traz uma interessante crítica sobre mercado de skins

Por Wagner Wakka | 27 de Julho de 2018 às 16h16
photo_camera Captura/Youtube

A WoodRocket, em parceria com o Pornhub, se tornou uma das principais e mais conhecidas produtoras de paródias pornô de várias franquias de games. Agora, ambas empresas se enveredaram em roteiro sobre o mais famoso game da atualidade: Fortnite.

O longa chamado Fortnut, de pouco mais de 20 minutos, traz alguns traços fiéis ao do título da Epic Games. Os personagens pulam de um ônibus voador, têm roupas variadas e precisam sobreviver em um mundo competindo com outros vários jogadores.

Mais impressionante é que Fortnut não é somente recheado de sexo e todos objetos relacionados a isso, mas traz uma boa dose de crítica ao gênero e ao mercado de games.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O vídeo começa com um stream de Fortnite em uma clara referência à polêmica recente em volta de jogadoras que abusavam do decote para fazer suas transmissões na Twitch, sendo que a plataforma chegou a proibir este tipo de apresentação.

Em seguida, o espectador é apresentado ao time que vai combater em conjunto na partida. Um dos personagens é um rapaz com uma cabeça em formato de testículos, uma alusão a uma das skins mais famosas de Fornite, a de cabeça de tomate.

Neste ponto, o próprio homem com cabeça de testículos questiona o streaming, falando que os outros personagens não têm um skin tão legal quanto a dele. “Desculpe, mas economizo meu dinheiro para coisas reais. Eu acho que o dinheiro que você gasta em skins deveria ser gasto em tentar não morrer nos primeiros minutos de jogo”, rebate a protagonista do filme, interpretada pela atriz April O’Neil.

Embora seja um jogo gratuito, é exatamente este mercado de itens considerados cosméticos que movimenta a receita bilionária de Fortnite. O jogador começa com as roupas básicas com algumas poucas opções masculinas e femininas. Caso queira algo diferente disso, o jogador precisa comprar com dinheiro do jogo. Para isso, ele pode simplesmente jogar o máximo que conseguir ou gastar dinheiro dentro real para comprar os itens.

Atualmente, como o jogo mais popular do momento, Fortnite já bateu a casa de US$ 1 bilhão em receita somente com a venda de itens cosméticos dentro do jogo.

Fonte: Motherboard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.