Os jogos mais esperados que não existem

Os jogos mais esperados que não existem

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 14 de Outubro de 2021 às 21h40
Reprodução/Konami

"Esse jogo realmente existe ou não passa de um delírio coletivo?": essa é uma pergunta que frequentemente fazemos no mundo dos games. Basta um mísero rumor para que um game seja aguardado durante anos por uma multidão de fãs. De GTA 6 ao Silent Hill de Hideo Kojima, o Canaltech listou os maiores lançamentos que, simplesmente, não existem — pelo menos, na vida real, porque em nossos corações eles existem e são incríveis. 

Bom, pode ser que pelo menos alguns games desta lista existam em algum momento do futuro, né? Mas e você? Está ansioso por um jogo que não existe? Compartilhe conosco através das redes sociais!

6. GTA 6

Grand Theft Auto VI é um dos jogos mais aguardados pela comunidade; pena que a sua desenvolvedora, a Rockstar, nunca tenha dado um pio sobre ele. Faz sentido, já que GTA V ultrapassou a marca de 150 milhões de cópias vendidas e continua extremamente popular graças aos mods e ao multiplayer GTA Online, além do GTA RP.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Entretanto, novos rumores sobre o próximo jogo da franquia surgem a todo momento: os mais recentes indicam que o game se passará em uma Vice City reimaginada, e que contará com um mapa em “constante evolução e expansão”. Até no currículo de um ator o jogo apareceu. Contudo, o título não deve chegar antes de 2023.

O último game da franquia, GTA V, foi lançado em 2013 (Foto: Divulgação/Rockstar Games)

5. Half-Life 3

14 anos depois, ainda esperamos a resolução de várias pontas soltas deixadas por Half-Life 2: Episode 2. Na época, o cofundador da Valve, Gabe Newell, chegou a prometer lançamentos episódicos “frequentes”: o terceiro capítulo da série havia sido anunciado para o natal de 2007, e falava-se ainda em um quarto episódio. Infelizmente, o mais perto que chegamos disso foi Half-Life: Alyx: uma prequel excelente, porém exclusiva para VR (realidade virtual).

4. Portal 3

Portal 3 talvez comprove que a Valve tenha algum problema com o número “três” — um prequel do jogo até esteve em desenvolvimento, mas foi cancelado pela empresa. Contudo, precisamos concordar: Portal 2, de 2011, foi tão icônico e bem resolvido que não precisa, necessariamente, de uma continuação — mas é claro que os fãs não se importariam em receber mais um jogo que transformasse Portal em uma trilogia.

Portal 2 merecia uma sequência (Foto: Divulgação/Valve)

3. Bully 2

Um dos games mais controversos da Rockstar (e que permaneceu proibido no Brasil durante oito anos), Bully levou, em 2006, a aura de GTA a um internato cheio de alunos violentos, professores suspeitos e gangues perigosas.

Desde então, muita coisa aconteceu: o estúdio responsável, a Rockstar Vancouver, foi fundida com a Rockstar Toronto, resultando na Rockstar Games Toronto. Nesse período, a empresa trabalhou em GTA V, em Red Dead Redemption 2 e em vários ports para PC e consoles. Chances de um Bully 2 existem, mas são bem longínquas.

Será que o Bully 2 seria proibido no Brasil também? (Foto: Divulgação/Rockstar Games)

2. Remake de Resident Evil – Code: Veronica

A Capcom tem apostado fortemente em remakes e remasters dos Resident Evil clássicos, e tudo indica que Resident Evil 4 será o próximo a receber um tapa no visual. Porém, um jogo ainda não teve a mesma sorte: Resident Evil – Code: Veronica, do ano 2000. Inicialmente concebido para ser o terceiro título numerado da série, o game continua a história de Claire Redfield, mas desta vez na Ilha Rockfort. Este é um desejo que permanece firme e forte entre os fãs da franquia. 

Resident Evil Code: Veronica merecia mais esmero (Foto: Divulgação/Capcom)

Enquanto esse sonho não se realiza, um grupo de fãs trabalha em um próprio remake independente, sem fins lucrativos. Confira um trecho de gameplay:

1. Novo Silent Hill

Embora esteja esquecida no churrasco da Konami, a franquia Silent Hill continua no coração de muitos fãs — principalmente no meu, que me incluo em um grupo carinhosamente apelidado de “viúvas de Silent Hills”, o jogo do Hideo Kojima que viu apenas uma pequena brecha da luz do dia com o icônico P.T. (sigla para playable teaser).

Saudades de você, Lisa (Foto: Divulgação/Konami)

Boatos sobre o retorno da série rondam os jogadores há tempos: há aqueles que dizem que a Sony está interessada em comprar os direitos da marca, e também os que acreditam que Abandoned é o próprio Silent Hill de Kojima ressuscitado. Porém, os rumores mais recentes afirmam que a Konami está trabalhando em diversos jogos da franquia em parceria com equipes externas, o que não é muito do feitio da empresa. Será?

Com informações: GamesIndustryGame Rant, GamesRadar, GameSpot (1, 2, 3, 4) IGN, PCGamer (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.