Os 10 melhores jogos de vampiro de todos os tempos

Por Douglas Ciriaco | 26.05.2015 às 09:52
photo_camera Divulgação

Nesta terça-feira (26), uma das obras literárias mais conhecidas de todos os tempos comemora mais um aniversário. Era 26 de maio de 1897 quando o irlandês Bram Stoker publicava "Drácula", sua obra-prima que trouxe ao mundo um dos personagens mais icônicos já conhecidos.

Influência direta de basicamente todas as obras de terror envolvendo seres sugadores de sangue criados desde então, Drácula extrapola os limites da literatura e do cinema, indo parar também no mundo dos videogames.

Nas últimas três décadas, centenas de jogos, para as mais variadas plataformas, chegaram às lojas com esta temática. Games estilo hack'n'slash, tiro em primeira pessoa, simuladores e muito mais; o que não falta é opção para quem gosta de vampiros. Então, confira nossa lista com 10 dos principais títulos com seres sugadores de sangue.

1. Castlevania (1986-2014)

Jogos de vampiro

Castlevania: Lord of Shadowa 2 (Foto: Divulgação/Capcom)

Não há como falar em jogos de vampiros sem falar de Castlevania. A série é, sem dúvida, a principal quando falamos das criaturas que sugam sangue no mundo dos videogames. Ela estreou em 26 de setembro de 1986, quando a Capcom lançou o primeiro título da franquia — aqui chamado de Vampire Killer e, no Japão, de Akumajō Dracula.

Na maioria dos títulos da série, você comanda um membro da família Belmont em sua jornada para caçar e derrotar de vez o temível Conde Drácula. Nestes quase 30 anos de existência, a série já conta com quase 40 jogos lançados para praticamente todas as plataformas disponíveis no período.

2. Legacy of Kain (1996-2004)

Jogos de vampiro

Legacy of Kain: Defiance (Foto: Divulgação/Eidos Interactive)

A série Legacy of Kain, cujo primeiro game foi desenvolvido pela Silicon Knights e lançado em 1999 para PC e PlayStation, é outra bastante famosa quando o assunto é vampiro. Os protagonistas da série se alternam entre Kaim, um guerreiro assassinado e transformado em vampiro que parte em busca de vingança; e Raziel, herdeiro e auxiliar de Kaim.

A franquia ganhou destaque por apresentar uma linha temporal não linear e estar repleta de diálogos complexos, que incrementam ainda mais a história da série como um todo. Assim, novos lançamentos conseguem dar mais destaque a fatos do passado e envolver o jogador em toda a mitologia de Legacy of Kain.

3. Vampire: The Masquerade (2000-2004)

Jogos de vampiro

Vampire: The Masquerade (Foto: Divulgação/Activision)

Inspirado nos jogos de RPG de mesa da série Vampiro: A Máscara, Vampire: The Masquerade conta com dois jogos eletrônicos que figuram entre os principais de todos os tempos envolvendo os filhos de Drácula.

Os 13 clãs de vampiros estão nos dois jogos lançados nesta série, cada um com suas características e suas animosidades. Os títulos, lançados em 2000 e 2004, resgatam de modo preciso aquele ar gótico e sombrio do RPG de mesa, deixando tudo mais visual e com a mesma mitologia ampla que os jogadores encontravam na versão não eletrônica do game.

4. Nosferatu (1994)

Jogos de vampiro

Nosferatu (Foto: Reprodução/Game Database)

Lançado para Super Nintendo em 7 de outubro de 1994, Nosferatu é outro game que se apoia em um personagem icônico do mundo dos vampiros e diretamente ligado ao Drácula de Bram Stoker — de fato, Nosferatu é o personagem do filme homônimo lançado em 1922, uma adaptação não autorizada da obra de Stoker.

No jogo, você está na pele do jovem Kyle, que deve enfrentar todo o terror do castelo de Nosferatu para resgatar a sua amada Erin, capturada pelo vilão para matar a sua sede de sangue. O game é um sidecrolling estilo Prince of Persia e você conta apenas com os seus punhos para fazer justiça.

5. BloodRayne (2002-2011)

Jogos de vampiro

BloodRayne 2 (Foto: Reprodução/Gamespot)

Com três títulos na série, BloodRayne chegou primeiro em 15 de outubro de 2002 para GameCube, PlayStation 2 e Xbox (a versão para PC seria lançada quase cinco anos depois). O game tem inspiração em Nocturne, game da mesma desenvolvedora lançado anteriormente.

Toda a série é repleta de ação e um dos destaques aqui é o protagonismo de uma vampira. Além disso, a personagem está muito mais para uma caçadora estilo Blade — ambos são mestiços — então ação é o que não falta em nenhum dos três games que compõem a franquia.

6. InFamous: Festival of Blood (2011)

Jogos de vampiro

InFamous 2: Festival of Blood (Foto: Divulgação/SuckerPunch)

InFamous é um dos principais títulos exclusivos da Sony desde o PlayStation 3 — tanto é que, além dos dois títulos do PS3, o game foi um dos primeiros a debutar no PlayStation 4. Originalmente, Cole MacGrath não é um vampiro sedento por sangue, mas a relação óbvia entre sua capacidade de sugar eletricidade e de um vampiro sugar sangue foi muito bem explorada na DLC Festival of Blood para InFamous 2.

Na expansão, o protagonista não suga mais a energia que sai de postes e fios de eletricidade, mas sim o líquido vital de todo e qualquer ser humano. O jogo tem um aspecto mais sombrio e pode-se dizer que é um pioneiro quando o assunto é misturar vampiros e mundo aberto.

7. Darkstalkers (1994-2005)

Jogos de vampiro

Darkstalkers (Foto: Divulgação/Capcom)

Em 1994, a Capcom trouxe ao mundo o game Darkstalkers, um jogo de luta que reúne seres mitológicos de um universo vampirístico, digamos assim. Dessa forma, todo o poderio de vampiros, monstros, múmias e lobisomens pode ser testado na base da porrada.

Obviamente, há um objetivo por trás de toda essa trocação de soco: derrubar Demitri Maximoff, que arquiteta planos para conquistar o sombrio mundo dessas criaturas enquanto habita o castelo Zeltzereich.

8. The Elder Scrolls IV: Oblivion (2006)

Jogos de vampiro

The Elder Scrolls IV: Oblivion (Foto: Divulgação/Bethesda)

Talvez The Elder Scrolls IV: Oblivion não seja associado logo de cara como um game de vampiros, mas, no jogo, há uma doença que transforma seu personagem em um sugador de sangue. Ela vem acompanhada de inúmeros poderes, algo perfeito não fosse também alguns problemas que ela traz para o jogador.

Ao ser contaminado, você precisa sugar sangue esporadicamente e também ficar atento para fugir da luz do sol. Então, fique esperto quando virar um vampiro para tentar aproveitar seus novos poderes e também para não fritar à luz do dia.

9. The Incredible Adventures of Van Helsing (2013)

Jogos de vampiro

The Incredible Adventures of Van Helsing (Foto: Divulgação/NeocoreGames)

Se hoje é o aniversário de Conde Drácula, é também o de Abraham Van Helsing, personagem do livro de Bram Stoke. Logicamente, o versátil caçador de vampiros não poderia ficar de fora desta lista, então nossa lembrança é a de um dos bons nomes surgidos no mundo dos jogos independentes nos últimos anos.

Trata-se de The Incredible Adventures of Van Helsing, um RPG de ação no estilo Diablo desenvolvido para PC e Xbox 360 pela NeocoreGames. O jogo é protagonizado pelo jovem Van Helsing, filho do lendário Abraham, e tem uma pegada cômica bastante interessante, mas sem deixar de lado os combates insanos.

10. The Sims 2: Vida Noturna (2005)

Jogos de vampiro

The Sims 2: Vida Noturna (Foto: Reprodução/IGN)

Por fim, a galhofa. The Sims 2 conta com um pacote de expansão chamado Vida Noturna, um dos três existentes para o título no qual é possível transformar o seu Sim em um vampiro. Isso mesmo, as criaturas da noite tomam conta do simulador mais querido e famoso de todos os tempos.

Aqui, você pode virar um vampiro, sugar sangue alheio e até mesmo se transformar em um morcego para stalkear a vizinhança. Mas, lembre-se: vampiros tem aversão à luz do dia, então, caso você não queira morrer frito, é melhor passar o dia todo dormindo em seu caixão.

Lembrou-se de algum título de vampiro que não poderia ter ficado de fora? Calma, sem estresse: escreva sua dica nos comentários aqui embaixo e compartilhe a sua sugestão com o mundo.