Microsoft Flight Simulator deve gerar quase US$ 3 bilhões em venda de hardware

Microsoft Flight Simulator deve gerar quase US$ 3 bilhões em venda de hardware

Por Felipe Ribeiro | 24 de Agosto de 2020 às 12h57
Microsoft

Lançado no último dia 18 de agosto, o Microsoft Flight Simulator chegou para elevar o patamar dos simuladores domésticos a níveis nunca antes vistos na indústria. Há muitos anos no mercado e com fãs pelo mundo todo, o produto sempre foi motivo de comentários por exigir muito das máquinas, seja qual for a época vigente - e com a versão 2020 não é diferente. Um estudo, aliás, mostra que a atual versão do simulador deve mexer bastante com o mercado de hardware e periféricos.

A análise feita pela especialista em mercado Jon Peddie Research (JPR) e revelou Flight Simulator deve gerar algo em torno dos US$ 2,6 bilhões em vendas de hardware pelos próximos três anos. Isso acontecerá porque, independentemente do nível de familiaridade do usuário com o simulador, ele vai realizar investimentos para tornar a experiência o mais verossímil possível dentro do seu orçamento.

“Com base no pressuposto de uma venda de 2,27 milhões de unidades do Flight Simulator 2020 nos próximos três anos, a JPR estima que, nesse período, US$ 2,6 bilhões serão gastos em hardware com a intenção específica de melhorar a experiência do jogo”, afirma a companhia em comunicado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A JPR conduziu sua pesquisa separando os jogadores em três categorias: nível básico, intermediário e avançado. O que pode ser observado, por mais que seja óbvio, é que quanto maior o nível de habilidade e intimidade com a franquia da Microsoft, maiores serão os gastos e, consequentemente, maior será a fidelidade com que o simulador rodará.

Microsoft Flight Simulator está disponível para PC. Versões para Xbox One e Xbox Series X ainda estão sendo trabalhadas devido à necessidade de adaptar os comandos para os controles convencionais dos consoles.

Fonte: VG247

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.