Corte público afeta BIG Festival e evento muda de lugar, sem edição no RJ

Por Wagner Wakka | 19 de Junho de 2019 às 09h57
Divulgação/BIG Festival

Na semana que vem, começa o Brazil's Independent Games (BIG) Festival, conhecido como maior evento de jogos independentes da América Latina. Neste ano, o festival conta com menos investimentos estatais e não terá a sua versão no Rio de Janeiro, como aconteceu no ano passado. Contudo, há um total de 75 games para acesso gratuito do público.

Cortes

O BIG é realizado em parte com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual e da Agência Nacional de Cinema (Ancine). O órgão passa por problemas relacionados a verbas e prestação de contas.

Em abril deste ano, o Tribunal de Contas da UNião (TCU) enviou acórdão (721/2019) questionando a metodologia com que a Ancine prestava suas contas de investimentos. O resultado é que, um mês depois, ela mandou suspender os repasses de verbas para o setor audiovisual, numa mudança que paralisou parte da rotina do grupo.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Isso porque o TCU recomendou que a Ancine não repassasse verbas até que estivesse em conformidade com as regras. “A Ancine requer ao TCU a imediata concessão de efeito suspensivo dos itens impugnados do acórdão. Porém, diante da necessidade de preservar a integridade operacional da Agência e principalmente de seus servidores, foram feitas recomendações às áreas para evitar ações que possam ser interpretadas como descumprimento da decisão do TCU”, informou a Ancine na época.

O Fundo Setorial do Audiovisual, contudo, permaneceu com investimentos feitos antes do dia 18 de abril. Segundo relatório de contas do Fundo, em 2018 o BIG Festival recebeu R$ 420 mil para sua realização. A organização não precisa o montante deste ano, mas há confirmação de menos verbas públicas.

Evento de 2018 era feito no CCSP (Foto: Divulgação/BIG)

“De uma forma geral, tivemos muitas mudanças em todas as esferas de financiamento à cultura e isso afetou, é claro, o BIG Festival, tanto é que não teremos a edição no Rio desta vez. Para nós, está sendo um desafio, mas aproveitamos para transformar a sétima edição do evento em São Paulo em um recomeço. Nós nos adaptamos ao cenário e mudamos para um outro espaço, em plena Avenida Paulista, mais acessível. Fizemos novas parcerias, o que é ótimo porque abre uma nova rede. E estamos nos preparando para uma virada ainda maior em 2020. O BIG Festival é um evento de novas tendências do mundo dos games, que são, por sua vez, a área que aponta as tendências da indústria criativa. Nós estamos nos posicionando para nos comunicarmos cada vez mais e melhor com o público. Buscamos sempre nos inovar e atualizar para entregar um evento completo e atraente para todos”, explica Gustavo Steinberg, diretor do BIG.

Ele também ressalta que a mudança de local, do antigo Centro Cultural São Paulo para o Club Homs, na Avenida Paulista, é uma movimentação estratégica do evento:

“Temos um carinho grande pelo Centro Cultural São Paulo, que nos acolheu muito bem por cinco anos. Ao longo desse período, o BIG se consolidou como o maior festival de games independentes da América Latina, um dos maiores do mundo, além de se solidificar como o hub do maior encontro de negócios da área do Hemisfério Sul. A mudança de endereço do BIG para o meio da Paulista é uma estratégia para que possamos explorar mais oportunidades e nos comunicar com um público maior e com novas marcas”.

O BIG Festival conta ainda com patrocínio de Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, da Desenvolve SP, do BRDE, do Fundo Setorial do Audiovisual e da Ancine.

Conteúdo

O BIG Festival chega em 2019 com um total de 75 jogos, sendo 54 em competição nas diferentes categorias. Os outros 21 ficam em exposição na Mostra Panorama Brasil. Do total, 20 são títulos feitos exclusivamente por estúdios brasileiros.

O evento também conta com rodadas de palestras com grandes nomes da indústria. Entre elas está a mesa com o Prof. Mata Haggis-Burridge, da Universidade de Ciências Aplicadas de Breda. Ele é escritor e designer de jogos com experiência em títulos AAA como Burnout Paradise e Aliens vs Predator, bem como outros independentes como Fragments of Him. No BIG, ele vem falar sobre criação de jogos para diferentes audiências. A mesa conta com moderação de Henrique Sampaio, jornalista do Overloadr.

Para quem se interessa por eSports, também haverá um conjunto de palestras dedicada ao tema. A sessão “Carreiras em eSoprts” vai apresentar os diversos caminhos para quem quer trabalhar com o setor em crescimento no Brasil.

Evento conta com jogos para testes dos visitantes (Foto: Divulgação/BIG)

Outra novidade do BIG este ano é a parceria com a Nordic Game — o maior festival de games do norte da Europa. A competição vai contar com etapa em São Paulo, dando início à 4ª Edição do Nordic Game Discovery Context. O jogo selecionado será premiado com um lugar na Grande Final do NGDC no Nordic Game 2020, em Malmo, Suécia.

Por fim, o evento também terá um concurso inédito de cosplay com uma competição pelo Instagram do BIG Festival. Ainda, o Facebook vai promover uma game jam, em que desenvolvedores terão 30 horas para entregar um jogo. No total, serão 10 equipes selecionadas para o evento.

Polêmicas

No ano passado, o BIG Festival foi criticado por desenvolvedores brasileiros em uma carta aberta. O documento com centenas de assinaturas pedia um diálogo mais aberto com o festival, que não privilegiasse apenas desenvolvedores de São Paulo.

O Canaltech questionou a organização sobre mudanças. “Depois da carta aberta, abrimos ainda mais o espaço para que todos possam contribuir. Criamos um espaço formal online para trocar ideias, como foi sugerido pelos desenvolvedores. Nós estudamos as sugestões e realizamos mudanças nesta nova edição. Algumas bem práticas, como incluir na programação palestras sugeridas pelos próprios palestrantes, profissionais brasileiros que têm experiências incríveis para compartilhar. Qualquer sugestão é bem-vinda e analisaremos cada proposta”, aponta Steinberg.

O BIG Festival acontece no Club Homs, localizado na Avenida Paulista 735, em São Paulo. O evento é aberto ao público de 27 a 30 de junho, das 10h às 22h, com entrada gratuita.

Fonte: Ancine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.