Análise | HyperX Cloud Mix cumpre promessa no som com fio, mas peca no Bluetooth

Por Felipe Ribeiro | 02 de Junho de 2019 às 11h10
HyperX
Tudo sobre

HyperX

Saiba tudo sobre HyperX

Ver mais

A HyperX trouxe para o Brasil o seu primeiro headset premium com tecnologia Bluetooth, o Cloud Mix. A proposta da fabricante é a de proporcionar ao gamer um produto em que ele possa utilizar em quaisquer situações do seu cotidiano, seja jogando (principal finalidade do fone), seja no caminho para o trabalho ou treinando na academia.

Quanto a isso, não temos dúvida de que o aparelho cumpre bem o seu papel, já que possui uma estrutura leve e confortável para que você possa ir para cima e para baixo com ele na cabeça sem cansaço. Mas e o som? Bem, há uma boa diferença de qualidade entre o modo com fio e o modo Bluetooth. Natural, é verdade, mas a discrepância poderia ser menor.

Apresentação simples demais para um premium

Ao abrirmos a caixa com o HyperX Cloud Mix, o que mais espanta é a simplicidade com que o produto é apresentado. Lembremos que ele é um headset topo de linha da marca e custa módicos R$ 1.299. Com isso em vista, esperávamos uma apresentação um pouco mais sofisticada para o aparelho.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os fios vêm em uma caixinha separada e, caso você resolva tirar do armário várias vezes para guardar ou pegar os cabos, certamente haverá um desgaste. Aí vocês se perguntam: poxa vida, mas você vai mesmo falar disso em um review de headset?

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Se o produto vem com a proposta de ser versátil, utilizável nas mais diversas plataformas, certamente deixar os fios jogados não é uma opção neste caso. Com o uso, o desgaste logo aparecerá e a HyperX poderia, sim, ter pensado em uma caixinha steel.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

São detalhes que fazem a diferença quando você adquire um aparelho pelo preço que este headset custa.

Som primoroso no cabo, já no Bluetooth...

O Cloud Mix é o primeiro headset da HyperX a contar com a tecnologia Bluetooth. Dentro da proposta que ele tem, coube perfeitamente. Mas ele brilha mesmo é com seu uso por meio do cabo. Durante os testes, o Cloud Mix apresentou qualidade de som impecável, seja no jogo, seja nas músicas e vídeos. Os graves e agudos são muito bem separados dentro das conchas, que possuem drivers de 40mm com duas câmaras sonoras em cada concha auricular, fazendo uso da tecnologia Dual Chambers, exclusiva da HyperX. A impedância de 65 ohms garante um som não tão alto, é verdade, mas cristalino o suficiente para que ouçamos os detalhes de qualquer mídia.

Vale lembrar, também, que o Cloud Mix é o primeiro headset da HyperX a receber a certificação Hi-Res de áudio de alta resolução. Nem todos os jogos, filmes e músicas estão aptos a passarem por esse "filtro". Evidente que, mesmo em mídias comuns, o produto possui qualidade excepcional, mas testá-lo com uma música em FLAC foi, digamos, emocionante.

Caso você possua em seu dispositivo a tecnologia Dolby Atmos, toda a capacidade desse headset será demonstrada. Em nossos testes com o Xbox One X, por exemplo, a qualidade melhora bastante com a ativação dessa tecnologia. Isso ocorre com outros fones, é verdade, mas no Cloud Mix, apto a receber sinal de alta resolução, você sente bem as melhorias, principalmente na imersão em jogos de tiro ou corrida.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Apesar da versatilidade, lembremos que o Cloud Mix é um headset com foco nos games. Então, nem todos apreciarão seu desempenho nas músicas. Na nossa experiência, por exemplo, ele se mostrou bem interessante em faixas pop e eletrônica. Já com metal e música clássica, tivemos a sensação de abafamento do som, muito em função dos graves destacados. Isso pode ser atenuado com o equalizador, mas a sensação persiste.

Com os games, o Cloud Mix mostra a que veio. Como citamos acima, jogos de tiro e corrida beiram a perfeição, e games de esporte, luta e aventura também são incríveis.

Mas ele é um headset Bluetooth, certo? Bem, ele é, mas a própria HyperX nos alertou que, principalmente nos jogos, nós não teríamos um desempenho dos mais agradáveis. A razão pela qual o Bluetooth é inadequado para headsets para jogos não é apenas a questão do atraso, mas sim pelo Codec utilizado. Codecs como o aptX e principalmente o aptX Low-Latency, ambos usados pelo HyperX Cloud Mix, não possuem atraso perceptível, mas tanto o fone quanto o aparelho precisam ter suporte para eles. Para ser sincero, não esperava tamanha diferença de qualidade entre o modo com fio e o sem fio.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Vale ressaltar, também, que não se trata de um fone USB wireless que, apesar de também ser sem fio, apresenta qualidade de som superior aos Bluetooth. A vantagem do Bluetooth, no entanto, é o uso em outros dispositivos, como celulares compatíveis. Neste caso, a qualidade não cai tanto, mas é sensível a diferença, sobretudo no chiado em algumas faixas.

Já no microfone, tanto no destacável quanto no embutido, a HyperX mandou bem demais, e a qualidade na gravação e conversação in game em bastante parecida. Um ponto estranho no uso, no entanto, é que, para fazer chamadas com o microfone destacável, só é possível quando ele estiver conectado com o cabo 3,5mm no celular. Se for via Bluetooth, apenas o microfone embutido funciona.

Compacto, confortável e versátil, porém simples demais

Pelas imagens vocês já deve ter percebido que o Cloud Mix é um headset bem discreto e simples. Pessoalmente, esperava mais do acabamento, mas ele não é ruim. Com uma estrutura resistente em alumínio, o Cloud Mix foi projetado para suportar pequenas quedas e impactos comuns do dia a dia. Suas conchas auriculares contam com a exclusiva tecnologia Memory Foam nas espumas de alta densidade, que se adaptam às orelhas e à cabeça para garantir mais conforto por longas jornadas. Para quem usa óculos, ele não incomoda nem um pouco, mesmo com horas e horas de uso.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

A alça é toda revestida de um material que imita o couro, os fios são trançados e de boa qualidade e o ajuste para cabeça é descomplicado. O cabo 3,5mm, aliás, possui controle de volume, mas seu posicionamento não é dos melhores. Sentimos falta dos comandos de mídia no fio, o que seria bem interessante.

Ainda no campo do conforto, voltemos a falar do uso sem fio. Segundo a HyperX, a bateria do Cloud Mix, com volume médio, dura perto de 20 horas com uma carga. Em nossos testes, com volume um pouco mais alto, conseguimos ficar perto de 17 horas. Nada mal. Ao conectar o Cloud Mix via Bluetooth, uma voz robótica (em inglês) avisa quanto lhe resta de bateria, o que pode facilitar muito as coisas. Para controlar o volume, você pode fazer isso no seu próprio dispositivo ou em botões localizados em uma das conchas auriculares.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

O isolamento das conchas também é elogiável, mas é feito de maneira passiva, ou seja, sem o uso de softwares. Mesmo andando com ele na rua, mal dá para ouvir o que acontece no ambiente externo. Isso explica, também, o motivo pelo qual a HyperX utilizou courino ao invés do couro.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

O ponto negativo, no entanto, é a suadeira que dá depois de jogar muito tempo, algo que não acontece no couro verdadeiro.

Conclusão

O HyperX Cloud Mix cumpre aquilo que promete quando se propõe a ser um headser game'n go. Quem estiver munido deste produto estará bem servido tanto para jogar quanto para as demais atividades. A questão central, porém, é a grande diferença de qualidade entre o modo com fio e o Bluetooth.

O acabamento e a apresentação são simples demais para um headset premium e podem desagradar os fãs mais exigentes da marca, mas não é nada que vá atrapalhar a experiência.

Pelo preço salgado, existem opções no mercado que podem te atender para o uso com fio e que custam menos, como o próprio Cloud Alpha.

O HyperX Cloud Mix já pode ser encontrado no varejo brasileiro por R$ 1.299.

*Esta análise foi feita com um HyperX Cloud Mix gentilmente cedido pela HyperX do Brasil ao Canaltech.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.