Siga o @canaltech no instagram

Go for Gaming é a nova iniciativa contra estereótipos nos games

Por Wagner Wakka | 13 de Agosto de 2018 às 13h02

Um grupo de três empresas se uniu para levantar uma causa em favor dos jogadores de videogame. Chamada de Go For Gaming, trata-se de uma campanha para eliminar alguns estereótipos voltados à indústria de jogos e àqueles que fazem parte do cenário.

O time formado pelas empresas eBrainz, Fishfire e ESL Brasil quer evitar a proliferação de frases do tipo “menina não sabe jogar” e “joguinho é coisa de criança”. “Depois de avaliar muitas situações envolvendo jogadores, nós entendemos que existem preconceitos e que, às vezes, podem ser extremos. Além de causar desconforto, muitas vezes essa falta de informação impede a cultura gamer de alcançar mais pessoas, de atingir outros patamares e também de trazer benefícios", diz Raiff Chaves, sócio e diretor de operações da eBrainz.

Em evento na última semana na cidade de São Paulo, o grupo apresentou a fase inicial da ideia. Uma das questões levantadas por Leo De Biase, CEO da ESL Brasil, é que muitas vezes as oportunidade na área não surgem por conta de “preconceitos bobos”. Por exemplo, ele cita quando empresas vão buscar patrocínios para jogos de tiro em primeira pessoa e muitas vezes são recebidas com um não por conta da associação com a violência. “A gente precisa mostrar que existe toda uma comunidade que cresce e desenvolve muito bem com isso”, conta.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Beto Vides, sócio-fundador da eBrainz; Pedro Braun, sócio-fundador da FishFire; Raiff Chaves, sócio-fundador da eBrainz; e Leo De Biase, CEO da ESL Brasil (Foto: Divulgação)

Para isso, o Go for Gaming vai reunir profissionais de diversas partes da indústria de games, como jogadores de eSports e celebridades, com o objetivo de alimentar o setor com reconhecimento, informação e visibilidade. A ideia é mostrar que o estereótipo de atividade de criança, de uma indústria somente masculina e de que não há um ambiente profissional para isso, de forma estrita, são coisas do passado.

A iniciativa também pretende ajudar uma instituição de caridade com uma campanha de financiamento coletivo. Ainda em fase de apresentação, o grupo não revelou muitas novidades sobre a ação, mas promete que a campanha vai ao ar no dia 17 de agosto, com mais novidades e a revelação de quais ONGs serão amparadas com doações.

Por fim, o Go for Gaming se fecha em um evento no dia 22 de dezembro em São Paulo com a promessa de influenciadores e celebridades, com atividades relacionadas à Battle Royale e jogos de tiro em primeira pessoa. Contudo, mais informações só serão relevadas mais adiante.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.