Comic-Con anuncia "versão virtual" da icônica feira geek

Por Rafael Arbulu | 11 de Maio de 2020 às 12h34
Divulgação

Uma vez que a COVID-19 não mostrou sinais de desaceleração desde que atingiu o status de pandemia mundial em março deste ano, a organização de um dos maiores eventos de cultura pop do mundo — a San Diego Comic-Con — decidiu cancelar a sua edição de 2020. Em um tuíte publicado no dia 8 de maio, porém, a feira anunciou a sua realização em ambiente virtual.

Batizado de Comic-Con At Home, o novo formato busca seu sustento no ambiente das apresentações ao vivo, embora ainda não tenha oferecido detalhes de como isso funcionará. O vídeo de divulgação publicado no Twitter é mais um teaser sobre como você não terá que encarar filas, buscar credenciais e poderá até levar o seu pet, já que você, bem, estará em casa…

A ideia é compensar a ausência da feira realizada anualmente no Centro de Convenções de San Diego, religiosamente no mês de julho. A Comic-Con International, organização por trás da feira, promete mais detalhes “logo”. No evento agora cancelado, a programação ainda não estava finalizada, mas confirmações de artistas da cultura pop já haviam sido divulgadas, como a escritora, roteirista e atriz Felicia Day e Bill Morrison, escritor e roteirista que atuou em vários episódios de Os Simpsons além de ter trabalhado na revista MAD americana. Ainda não se sabe se eles vão participar do evento virtual.

A Comic-Con At Home ainda não tem uma data definida para acontecer, mas a organização promete divulgações em pouco tempo.

Aposta perigosa

Mesmo com um nome de peso como a Comic-Con por trás da iniciativa, é difícil antecipar que a feira virtual tenha o mesmo poder de atração de sua contraparte presencial. Outros eventos do tipo acabaram perdendo terreno na parte de “expositores”, já que, diante da pandemia da COVID-19, as empresas preferiram trabalhar com esforços próprios.

Foi o caso da Microsoft, que apresentou em conferência própria mais detalhes sobre o próximo console da empresa, o Xbox Series X. Tais informações, não fosse a pandemia, poderiam facilmente ficar em resguardo até a E3 2020, que acabou cancelada em março. Outro exemplo foi o 4 de maio, conhecido como Star Wars Day, onde a Disney organizou streamings e painéis de exibição dos filmes da franquia cinematográfica. Diante desse quadro, é difícil imaginar que nomes como Marvel, DC Comics, Netflix, Warner e outras companhias que sempre foram presença de destaque na Comic-Con resolvam aparecer no ambiente virtual.

Por outro lado, a outra opção das promotoras destes eventos é não fazer tais eventos, então é seguro dizer que elas estejam contra a parede nessas ações.

E você, o que pensa disso tudo? Será que os grandes eventos terão a mesma capacidade no ambiente virtual? Conte para nós nos comentários abaixo.

Fonte: Comic-Con International

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.