Comitê Olímpico considera “prematuro” adicionar eSports aos jogos de Paris 2024

Por Wagner Wakka | 10 de Dezembro de 2018 às 20h30
IOC/GREG MARTIN

Não foi dessa vez que os eSports se tornaram um esporte olímpico. Nas últimas semanas, havia a expectativa de que o Comitê Olímpico Internacional (COI) adicionasse a modalidade na competição de Paris em 2024. Contudo, em reunião nesta segunda-feira (10), para discutir se o esporte eletrônico se enquadraria como olímpico, a decisão foi de que ainda é muito cedo para isso.

As expectativas se elevaram, pois esta é a primeira vez que, de fato, a proposta havia sido colocada na mesa. Ainda, como a sugestão havia sido feita pelo co-presidente do COI, Tony Estanguet, havia a expectativa de que a proposta tivesse ainda mais força, mas não foi desta vez. Por outro lado, ainda há um ponto positivo para os esportistas eletrônicos e entusiastas. A reunião do COI terminou com a crença de que ainda é prematura a proposta, ou seja, há um caminho traçado para a consideração de eSports na competição olímpica.

Um dos motivos para a negativa é que parte dos títulos atualmente em competição “não são compatíveis com os valores Olímpicos”. Basicamente, este é um eufemismo para se referir a jogos de tiro e ação, voltados a competições com violência virtual. Outro problema, segundo o COI, é que os jogos são “direcionados comercialmente”, ou seja, feitos para lucrar, o que também não combina com os valores-base das Olimpíadas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Então, estão traçados os dois principais desafios para a indústria de jogos eletrônicos, para se reconhecer como um esporte: a eliminação da violência em seus jogos-base e o afastamento do cunho comercial. Mesmo assim, o COI assume a necessidade de se aproximar das indústrias responsáveis pelo crescimento dos eSports e afirma que não é possível ignorar uma cultura como a dos esportes eletrônicos, tão em destaque atualmente.

Em 2020, o COI vai adicionar 5 novas categorias para a competição: Baseball/softball, Karatê, Skateboard, Escalada e Surfe. Tais escolhas mostram que o Comitê está cada vez mais aberto a diferentes modalidades. Apesar disso, ainda é possível que entusiastas e indústria façam pressão para que o COI mude de ideia quanto aos eSports, já que é preciso informar as mudanças somente antes do fim das Olimpíadas vigentes. No caso de Paris, até o fim da realizada em Tóquio, no ano que vem.

Fonte: COI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.