Facebook coletava conversas também de dispositivos Portal

Por Rafael Rodrigues da Silva | 18 de Setembro de 2019 às 16h00
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Nesta quarta-feira (18) o Facebook confirmou que a empresa não apenas estava coletando e transcrevendo mensagens de voz enviadas pelo Messenger, mas também fazia o mesmo com todas as conversas efetuadas através do Portal — o equipamento criado pela empresa para o uso em videoconferências.

No mês de agosto, a Bloomberg havia descoberto que o Facebook coletava áudios enviados por seus usuários pelo aplicativo Messenger, que eram ouvidos e transcritos por funcionários humanos de empresas terceirizadas. O objetivo dessas transcrições seria para o treinamento das IAs da rede social, melhorando a compreensão delas de diferentes línguas e sotaques para, assim, melhorar a capacidade de compreensão e detecção de problemas do algoritmo. A prática foi revelada pelos próprios terceirizados do Facebook, que sentiam estar fazendo algo antiético pelo fato de os usuários não saberem que suas mensagens estavam sendo ouvidas e transcritas por outras pessoas.

Mas, com o anúncio da nova linha de produtos Portal nesta quarta (18), o Facebook revelou que coletava as mensagens de voz não apenas do Messenger, mas também das conversas efetuadas através dos aparelhos Portal, algo que até então não era algo confirmado.

De acordo com o Facebook, todas as mensagens que era ditas após o comando “Hey Portal” era gravadas, enviadas para funcionários terceirizados e transcritas, com o intuito de melhorar as interações entre o usuário e a IA do aparelho, mas, assim como aconteceu com as transcrições de áudios do Messenger, a empresa parou de recolher e enviar para seus terceirizados esses arquivos de áudio também em agosto.

A empresa ainda revelou que irá retomar a transcrição desses áudios junto com o lançamento da nova linha Portal, mas que agora os usuários poderão escolher se querem ou não participar dessa coleta de dados. O problema é que o modo “padrão” será o de aceite, e caso não queira que a empresa colete suas mensagens de áudio, será necessário entrar no menu de configurações do aparelho e desabilitar a participação no programa.

Segundo o Facebook, essa nova configuração já virá instalada nos novos aparelhos Portal, mas os modelos antigos também a receberão através de uma atualização do sistema. Já para o Messenger, por enquanto ainda não há previsão de quando essa coleta de arquivos de áudio irá retornar.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.