Veja a 1ª foto panorâmica em 360º de Marte registrada pelo rover Perseverance

Por Danielle Cassita | 25 de Fevereiro de 2021 às 12h00
NASA/JPL-Caltech/MSSS/ASU
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Em 18 de fevereiro, o rover Perseverance pousou na cratera Jezero, em Marte, onde vai iniciar investigações em busca de possíveis vestígios deixados por formas antigas de vida. Neste domingo (21), o rover fez sua primeira observação de seu novo lar com o instrumento Mastcam-Z, que resultou no primeiro panorama em alta definição logo após o pouso.

O panorama foi o primeiro feito em 360º com o par de câmeras do instrumento Mastcam-Z, localizadas na “cabeça” do rover. Elas ficam a 2 m de altura, com 24,1 cm de separação entre si para produzir imagens em alta qualidade. A imagem foi produzida durante o terceiro dia marciano da missão — cada dia em Marte dura 24 horas e 37 minutos —, a partir da união de 142 imagens em uma só.

Panorama feito durante o terceiro dia marciano da missão (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech/MSSS/ASU)

No panorama, é possível observar tanto o limite da cratera quanto um penhasco do antigo delta de um rio, a distância. O sistema da câmera pode revelar detalhes de objetos próximos do rover, de até 5 mm, e de até 3 metros de formações mais distantes ao longo do horizonte marciano. A imagem mostra uma superfície semelhante à de registros de outras missões: “estamos no lugar certo, onde é possível ver diferentes formações, similares de várias formas àquelas que o Spirit, Opportunity e o Curiosity encontraram em seus locais de pouso”, disse Jim Bell, o principal investigador do instrumento.

O Mastcam-Z é composto por duas câmeras com recursos de zoom, que conseguem aproximar a imagem, focar no objeto desejado, realizar vídeos em alta definição, panoramas coloridos e imagens tridimensionais da superfície do Planeta Vermelho. Assim, o "astrobiólogo robótico" Perseverance consegue examinar detalhadamente objetos próximos e mais distantes. O principal objetivo da missão do rover é a astrobiologia, incluindo a busca por bioassinaturas onde, antigamente, existiu o delta de um rio em Marte.

O design das câmeras é, na verdade, uma evolução do instrumento Mastcam, presente no rover Curiosity. Neste caso, o instrumento também possui duas câmeras, mas elas têm distância focal fixa e, portanto, não possuem recursos de zoom. Com o uso das câmeras do Mastcam-Z a bordo do Perseverance, os cientistas vão estudar o histórico geológico da região da cratera e as condições atmosféricas por lá, além de identificar rochas e sedimentos importantes para estudos.

Por fim, elas vão ajudar a equipe da missão a escolher os tipos ideais de rochas para a coleta de amostras. O material vai ficar armazenado em tubos que serão depositados em diferentes locais da região da cratera Jezero. Os tubos vão ficar por lá até serem coletados por uma missão feita em uma parceria entre a Agência Espacial Europeia (ESA) e a NASA, que irá trazê-los para a Terra, o que deverá ocorrer no fim da década de 2020.

Para conferir a foto panorâmica em um tamanho maior, clique aqui.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.