SpaceX recebe aprovação para iniciar lançamentos dos satélites Starlink

Por Wagner Wakka | 29 de Abril de 2019 às 11h00
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

Desde novembro do ano passado, a SpaceX está buscando aprovação da Federal Communications Commission (FCC) para lançar 1.500 satélites do projeto Starlink, que permanecerão em uma órbita mais próxima da Terra. Somente agora o órgão liberou para que a companhia possa fazer essa manobra. Com isso, os primeiros satélites operacionais já serão lançados no próximo mês.

O Starlink é um projeto da SpaceX com o objetivo de criar uma rede mundial de conexão de internet usado cerca de 12 mil satélites. Destes, apenas 1.500 ficariam em uma altura da superfície terrestre menor que os demais.

A empresa fez este pedido acreditando que a recolocação possa ser mais segura, além de econômica. A permanência mais perto do solo permite que um satélite tenha uma cobertura maior, exigindo menos deles. Ainda, também é possível que a proximidade ajude na manutenção, sobretudo para destruir os aparelhos quando ficarem obsoletos.

O envio dos satélites Starlink será feito de maneira gradual. A FCC já havia aprovado que a empresa enviasse 4.425 aparelhos a uma altura entre 1.110 e 1.325 quilômetros, mas este novo pedido pedia que 1.584 pudessem operar a 550 de altitude.

“Essa aprovação mostra a confiança da FCC nos planos da SpaceX de implantar a constelação de satélites de nova geração e conectar pessoas ao redor do mundo com serviços de banda larga confiável e barata”, disse a presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell.

A expectativa é de que a companhia demore pelo menos seis anos para conseguir colocar todos os aparelhos em órbita e iniciar o comércio.

Junto disso, uma outra empresa já entrou na corrida pela conexão espacial. A OneWeb lançou em fevereiro seis satélites também com o objetivo de fornecer internet de banda larga para toda a Terra. A companhia está trabalhando com foguetes russos Soyuz e deve ter um número bem mais modestos de satélites em órbita: “apenas” 2 mil.

A primeira fase, já iniciada, deve contar com 672 satélite com 21 lançamentos já assinados.

Fonte: FCC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.