Primeiros visitantes de Marte terão grandes chances de morrer, diz Elon Musk

Por Natalie Rosa | 12 de Março de 2018 às 12h53
photo_camera Getty Images

O desejo de levar o homem à Marte sempre esteve presente nas agências e empresas espaciais, desde a NASA até a SpaceX, de Elon Musk. Mas, segundo o próprio Musk, os primeiros visitantes do planeta vermelho provavelmente não irão sobreviver.

A declaração foi feita por Musk durante um bate-papo na conferência SXSW, no Texas.

O fundador da SpaceX contou como a sua companhia pretende concluir a fabricação de foguetes para viagens de ida e volta à Marte ainda em 2019, revelando ainda que uma colonização deve ser feita antes que aconteça um fenômeno como o "inverno nuclear", condição climática prevista para causar a destruição da Terra, ou ainda antes que haja um "apocalipse da Inteligência Artificial". 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quando questionado se as visitas ao planeta serão passeios, Musk rebateu afirmando que não serão viagens de férias e ainda descreveu como as experiências deverão ser: "Difíceis, perigosas, grandes chances de você morrer. Empolgado por aqueles que vão sobreviver. Esse tipo de coisa", comenta.

Até o momento, ainda não há naves espaciais ou vestimentas apropriadas para a atmosfera de Marte, sendo o veículo espacial Dragon, da SpaceX, o que mais se aproxima disso. 

No entanto, a companhia já está desenvolvendo a nave Red Dragon, especialmente para as vistas ao planeta vermelho. A primeira viagem deve acontecer até 2030 e a missão deve manter a tripulação longe da Terra por até três anos.

Fonte: BGR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.