Por que é errado chamar de "lado escuro" o lado afastado da Lua?

Por Felipe Junqueira | 26 de Novembro de 2019 às 19h30

A Lua está sempre com a mesma face virada para a Terra, mas isso não significa que o outro lado seja escuro — então é errado falar "lado escuro da Lua" ao se referir sobre o hemisfério lunar que não conseguimos ver daqui da Terra. James O'Donoghue, ex-cientista da NASA que trabalha atualmente para a JAXA (agência espacial japonesa), criou duas animações para explicar essa questão de maneira didática.

“Lembre-se de não dizer ‘lado escuro da Lua’ quando se referir ao ‘lado afastado da Lua’”, escreveu o cientista em seu Twitter. “Em um período de 12 horas, a escuridão se move 185 km pelo equador lunar, então você pode ver mudança de fase em uma única noite”, explicou.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A animação mostra como a Lua, assim como a Terra, sempre tem metade de sua superfície iluminada pela luz do Sol, enquanto a outra metade está escura, mas que há uma movimentação de luz e escuridão. Ou seja: não existe um hemisfério em que sempre é noite, ao contrário do que a expressão “lado escuro da Lua” nos leva a acreditar.

O ideal, portanto, é chamar de “lado afastado” ou de “lado mais distante”, pois se trata do hemisfério do satélite natural que nunca pode ser visto aqui da Terra. Porém, lembre-se que há momentos em que podemos ver um pouco desse hemisfério escondido, por conta de um fenômeno chamado libração, um movimento de balanceio da Lua, que muda de leve a perspectiva do satélite para quem olha daqui.

Duração dos dias e noites lunares

Cada dia lunar dura duas semanas terrestres, assim como cada noite. Na fase de Lua Nova, o lado afastado está inteiramente iluminado; portanto, de dia, enquanto a face virada para a Terra está escura, à noite, com uma pequena faixa de sua superfície sendo visível para nós.

“Um termo melhor [do que lado escuro] que usamos na astronomia é 'lado noturno': não é ambíguo e é informativo da situação que estamos discutindo”, escreveu O’Donague. Lembrando, no entanto, que o lado noturno varia durante os 29,5 dias em que a Lua dá a volta na terra.

O mais curioso é que o lado mais afastado da Lua tem período de iluminação maior do que sua face mais conhecida por nós. É que o primeiro hemisfério nunca sofre um eclipse, enquanto o lado voltado para a Terra é encoberto pela sombra do planeta em alguns períodos. Isso não ocorre em toda fase de Lua Cheia porque o satélite tem uma inclinação de 5° de sua órbita em relação à da Terra ao redor do Sol.

No vídeo abaixo, você entende melhor do que estamos falando:

Fonte: Twitter, Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.