Planeta "morto" no Cinturão de Asteroides será explorado por nova missão da NASA

Por Patrícia Gnipper | 20 de Junho de 2019 às 09h00
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Orbitando o Sol na região entre Marte e Júpiter (o Cinturão de Asteroides), há um planeta "morto" e primitivo chamado Psyche (ou Psique, em português). E a NASA está planejando uma missão especial para estudar esse núcleo metálico e nu suspenso no espaço — a previsão de chegar até lá é para o dia 31 de janeiro de 2026.

Psique é um asteroide que tem cerca de 200 km de largura, e cientistas suspeitam que ele seja composto quase que inteiramente de ferro e níquel. Sendo assim, o objeto pode ser o núcleo exposto de um protoplaneta que "morreu" há muito tempo, nos primórdios do Sistema Solar. É possível que o protoplaneta tenha tido uma circunferência similar à de Marte antes que antigas colisões destruíssem sua camada rochosa externa.

Arte imagina o visual do asteroide Psique (Imagem: NASA)

Com a missão Psyche, a NASA espera obter evidências mais conclusivas dessas teorias sobre o que seria, de fato, tal objeto, bem como trazer novas informações sobre a formação de nosso sistema estelar. O objeto tem massa de cerca de 0,03% a massa da nossa Lua. Ele é o décimo primeiro asteroide mais massivo no Sistema Solar, tendo alguns centésimos da massa de grandalhões como Ceres e Vesta — estes que são feitos, principalmente, de pedra e gelo. Contudo, Psique é, de longe, o maior objeto metálico de seu tipo orbitando o Sol.

A ideia é que a nave orbite Psique por algumas semanas, coletando dados sobre sua formação e idade. Se tudo correr conforme o plano, a missão será lançada em agosto de 2022, passando por Marte em 2023 e, então, chegando a Psique em 2026.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.