Nova espaçonave chinesa que levará humanos à Lua terá voo de teste em 2020

Por Daniele Cavalcante | 04 de Outubro de 2019 às 09h19
CAST

A China está desenvolvendo uma nova espaçonave para levar astronautas à Lua e outros lugares do espaço profundo. Trata-se de uma nave com cerca de 9 metros de comprimento e que conta com dois módulos - um para a tripulação e outro para fornecer propulsão, energia e suporte de vida. Graças ao design modular da espaçonave, com o módulo de tripulação parcialmente reutilizável, ela poderá ser construída para atender a diferentes tipos de missões.

Atualmente, a China usa a espaçonave Shenzhou, capaz de transportar três astronautas para baixa órbita terrestre. No entanto, ela não foi projetada para a radiação do espaço profundo, nem pode sobreviver à reentrada de alta velocidade na atmosfera da Terra. Por isso, foi necessário projetar uma nova espaçonave, já que o país tem planos de enviar seus taikonautas à Lua até o ano de 2030.

A nova espaçonave será capaz de transportar de quatro a cinco astronautas. (Foto: CAST)

Ainda sem nome, a nova nave será capaz de transportar de quatro a seis astronautas. "Essas capacidades nos dizem que a China está comprometida com o voo espacial humano de longo prazo em um ritmo lento, mas consistente", disse Joan Johnson-Freese, professora do National Security Affairs Department do Naval War College, nos EUA. Ela faz uma comparação entre China e EUA usando a conhecida fábula da corrida entre a Lebre e a Tartaruga. Para ela, o que os EUA fizeram como a lebre, “rápido, mas esporádico”, a China está fazendo agora como a tartaruga, “lenta e metodicamente”.

Espera-se que a nova espaçonave chinesa faça um voo de teste sem tripulação no primeiro semestre de 2020, no primeiro lançamento do foguete chinês Long March 5B, em março, de acordo com a Agência Espacial Chinesa (CNSA). Se tudo correr bem durante o voo de teste, a China poderá começar a construir sua estação espacial permanente (a Tiangong-3) com o lançamento de seu módulo principal, provavelmente em 2021.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.