Nave russa quer chegar à Estação Espacial Internacional em tempo recorde

Por Patrícia Gnipper | 09 de Julho de 2018 às 21h00
photo_camera Roscosmos

No que depender dos planos da Roscosmos, em um futuro próximo será possível entregar cargas à Estação Espacial Internacional (ISS) em apenas quatro horas. A nave Progress será lançada nesta segunda (9), devendo chegar ao destino no prazo estimado. Em termos comparativos, as naves atualmente usadas para chegar à ISS levam entre seis horas e dois dias para completar sua missão após o lançamento.

Só que garantir uma viagem de apenas quatro horas depende de fatores bastante específicos, incluindo o horário do lançamento. Em outros horários, a nave precisa percorrer um caminho mais longo até seu destino. É que as naves que se dirigem para a ISS inicialmente ficam em uma órbita muito mais baixa do que a da estação (a órbita de inserção), lentamente elevando sua altitude para atingir a órbita da ISS no exato momento da conexão.

Para isso, as naves precisam acender seus motores em momentos precisos, e também é necessário esperar um pouco para alcançar a posição exata da ISS, uma vez que nave e estação se movem em velocidades diferentes. Por isso, ajustes adicionais também precisam ser feitos eventualmente, para ajustar o plano orbital da espaçonave.

Sendo assim, essa "dança" orbital pode levar até dois dias para ser concluída com sucesso, mas a Rússia já conseguiu sucesso em envios que duraram seis horas, o que acendeu a chama para tentar reduzir ainda mais este tempo. A ideia, na verdade, é que a Progress chegue à ISS em apenas três horas e 48 minutos. Para tal viagem, NASA e Roscosmos vêm se preparando há semanas para garantir o sucesso da missão, impulsionando a órbita da ISS no dia 23 de junho.

Tal manobra garantiu que a ISS esteja em perfeito alinhamento para receber a Progress no período previsto. A nave será levada ao espaço por meio de um foguete Soyuz; mas caso no instante do lançamento as condições meteorológicas não estejam lá muito favoráveis, é possível que a Progress acabe não atingindo o feito histórico para o qual foi programada.

Anteriormente, a Rússia já tentou fazer um voo de quatro horas para a ISS, mas as viagens acabaram ficando mais longas depois de as naves perderem o tempo exato do lançamento para que isso acontecesse. Mas se o lançamento de hoje der certo, o sucesso da Progress pode abrir o caminho para um novo padrão de envios mais velozes de suprimentos à ISS, podendo até mesmo levar astronautas mais rapidamente.

Fonte: The Verge

Pechinchas, cupons, coisas grátis? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.