NASA e Alemanha lançam nesta terça (22) satélite climático junto com a SpaceX

Por Wagner Wakka | 22 de Maio de 2018 às 15h15
Nasa
Tudo sobre

NASA

A NASA, em parceria com a SpaceX e o governo alemão, enviam na tarde desta terça-feira (22) um novo satélite para monitoramento climático. Chamado de GRACE-FO, da sigla em inglês German Gravity Recovery and Climate Experiment Follow-on, o aparelho será lançado com um foguete Falcon 9 a partir das 16h45, no horário de Brasília, direto da Vandenberg Air Force Base, localizado na Califórnia. A SpaceX vai transmitir o lançamento.

O conjunto vai levar cinco Iridium NEXT, satélites de comunicação, e os dois GRACE-FO. A produção foi feita em conjunto da NASA com o German Research Centre for Geosciences, centro de pesquisas alemão. Esta missão tem o objetivo de substituir os satélites GRACE, lançados em 2002 e que encerraram suas operações no ano passado. Por isso, a adição de “Follow-on” ao nome, que pode ser entendido como acompanhamento ou sequência. 

Os dois aparelhos trabalham em conjunto usando sinais de microondas para analisar e enviar dados relacionados a condições climáticas, ciclo da água, níveis de degelo e outros dados que podem colaborar para com o entendimento das mudanças climáticas e participação humana no processo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"Durante os 15 anos de operação da missão, o conjunto de satélites mediu o campo gravitacional da Terra e suas variações de uma maneira altamente precisa, o que nos ajuda, por exemplo, a documentar com precisão as mudanças no armazenamento de água subterrânea ou no recuo glacial. Também a influência resultante na elevação do nível do mar pode ser detectada graças às medidas do GRACE. A missão, assim, contribuiu substancialmente para uma melhor compreensão do sistema Terra”, informa a Agência em nota.

De acordo com o site da NASA, o foguete e o conjunto já estão em posição de lançamento desde a noite de segunda-feira. A proposta é que esta nova missão dure por cinco anos.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.