NASA "dá bobeira" e mulher vende saco de poeira lunar por módicos R$ 6,5 milhões

Por Redação | 23.05.2017 às 18:23
photo_camera Divulgação

Há cerca de dois anos, a geóloga Nancy Lee Carlson arrematou um pequeno saco com poeira lunar em um leilão online. Por apenas US$ 995, a sortuda levou para casa uma verdadeira relíquia: uma amostra de poeira da lua que havia sido recolhida por Neil Armstrong e Buzz Aldrin durante a missão Apollo 11, em julho de 1969. Mas como será que o material foi parar nas mãos de Nancy Carlson?

De acordo com as informações divulgadas pela imprensa internacional, um dos sacos de poeira lunar acabou sendo esquecido em um laboratório e, portanto, nunca chegou a ser analisado pela NASA. Com isso, a colecionadora acabou comprando o material em um leilão de artigos espaciais e entregou aos cientistas para saber do que se tratava.

Saco contendo amostra de poeira lunar recolhida por Neil Armstrong

Após avaliação, a NASA constatou que havia perdido o saco de poeira lunar original e iniciou uma batalha jurídica contra Carlson. O processo levou alguns anos, mas o tribunal de Chicago, nos Estados Unidos, acabou obrigando a NASA a devolver o saco para a colecionadora.

De acordo com o porta-voz da NASA, William Jeffs, o material deveria voltar para as mãos da agência por conta de seu valor histórico, mas ao que tudo indica o fim do pequeno saco não será esse. Segundo as divulgações, Nancy Carlson não pretende entregar a poeira lunar à NASA e deve leiloar o material por, pelo menos, US$ 2 milhões (R$ 6,5 milhões).

Diante do desfecho do caso, a NASA lamentou, dizendo que aquele saco “representa o culminar de um esforço nacional massivo que envolve uma geração de americanos, incluindo os astronautas que arriscaram as suas vidas num esforço para completar o ato mais significativo que a humanidade alguma vez alcançou”.

Via Mashable