Publicidade

James Webb mostra que várias galáxias do universo jovem eram alongadas

Por| Editado por Patricia Gnipper | 18 de Janeiro de 2024 às 17h28

Link copiado!

NASA/CSA/Steve Finkelstein/Micaela Bagley/Rebecca Larson
NASA/CSA/Steve Finkelstein/Micaela Bagley/Rebecca Larson

A maioria das galáxias no universo primitivo era plana e alongada, com formatos “parecidos com uma prancha de surf”, segundo a descrição da NASA. A descoberta, que surpreendeu os autores do novo estudo, veio dos novos dados do telescópio James Webb.

Normalmente, as galáxias têm formatos de disco, como é o caso das espirais, ou de esfera. Mesmo as irregulares têm formato ligeiramente arredondados, expandindo-se para duas ou três dimensões.

Esse não parece ser o caso das primeiras galáxias do universo, que teriam um formato alongado em uma das dimensões e achatado nas outras duas. O resultado é algo semelhante a uma prancha de surfe ou a um ferro de passar, se preferir.

Continua após a publicidade

As novas imagens do Webb mostram que 50% a 80% das galáxias estudadas apresentam esse formato, surpreendendo os astrônomos que estão acostumados com galáxias de formas mais “convencionais”, por assim dizer.

A pesquisa usou imagens no infravermelho próximo coletadas Cosmic Evolution Early Release Science (CEERS). Trata-se de um projeto de pesquisa que utiliza o Webb para coletar dados de uma ampla região do céu, permitindo estudar galáxias de quando o universo tinha entre 600 milhões e 6 bilhões de anos de idade.

Naquela época, o universo pobre em elementos mais pesados que o hélio formava grande quantidade de galáxias, mas muitas delas só cresceram mais tarde através da fusão com suas vizinhas. Isso também explica como as galáxias “prancha de surf” adquiriram os formatos que vemos no universo recente.

Continua após a publicidade

Kartheik Iyer, da Universidade de Columbia, disse que “identificar categorias adicionais para as primeiras galáxias é emocionante — há muito mais para analisar agora. Podemos agora estudar como as formas das galáxias se relacionam com a sua aparência e projetar melhor como se formaram com muito mais detalhes”.

Galáxias alongadas não são uma novidade para os astrônomos, que já haviam encontrado algumas delas com o telescópio Hubble. No entanto, ainda não há informações o suficiente para compreendê-las totalmente, mas isso pode mudar com as próximas pesquisas do Webb.

Fonte: NASA