"Gari tecnológico" será lançado em foguete da SpaceX para limpar lixo espacial

Por Patrícia Gnipper | 29 de Março de 2018 às 19h00
Tudo sobre

SpaceX

Em novembro do ano passado, falamos sobre o projeto RemoveDebris, que custou 15 milhões de libras para ser desenvolvido. Agora, a nave está pronta para ser lançada ao espaço e cumprir sua missão de ajudar a limpar a órbita da Terra, repleta de lixo espacial. O lançamento será feito usando um foguete Falcon 9, da SpaceX, na próxima semana.

Especula-se que haja mais de meio milhão de pedaços de lixo espacial orbitando nosso planeta, contendo partes quebradas de foguetes, satélites desativados e naves disfuncionais, e também pequenos itens perdidos por astronautas em suas missões. O peso de tudo isso é de mais de 7.600 toneladas, e os perigos do lixo espacial não podem ser ignorados.

Imagine só se uma nova missão espacial por um acaso se depara com um satélite desativado, cujo tamanho seja equivalente ao de um caminhão. O estrago seria enorme, e se essa nave estiver tripulada, ainda há riscos de vida para os astronautas. Ainda, há detritos espalhados em nossa órbita que ameaçam a integridade física da Estação Espacial Internacional (ISS), sendo que um deles já chegou a atingir uma janela da Estação.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas, com a RemoveDebris, surge uma esperança. A nave usa um arpão ligado a uma rede para "pescar" o lixo espacial, arrastando tudo o que for coletado para camadas mais próximas da nossa atmosfera. Isso causa um aumento de temperatura, sendo suficiente para que os detritos sejam carbonizados no espaço enquanto eles caem em direção à Terra, sem risco de atingirem o solo.

A missão, na verdade, enviará suprimentos à ISS, mas, dessa vez, contando com o RemoveDebris a bordo. Desenvolvido pela Universidade de Surrey, na Inglaterra, o coletor de lixo tecnológico contou com a Airbus em seu desenvolvimento e, apesar de não ser muito grande (tem apenas 55 x 55 x 76 cm), ele pesa 100 quilos.

Depois de ser capturado pela ISS por um braço mecânico, o RemoveDebris se deslocará pela órbita terrestre, liberando, então, um pequeno satélite, que, por sua vez, agirá como o "gari espacial". Caso os primeiros testes se mostrem positivos, a ideia é produzir o dispositivo em grande escala para, aí sim, fazer uma verdadeira faxina na órbita da Terra.

No vídeo abaixo, podemos ver como a remoção do lixo espacial acontecerá:

Fonte: Telegraph, Earth Observation Portal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.