França quer criar comando de defesa espacial com lasers e metralhadoras

Por Se Hyeon Oh | 29 de Julho de 2019 às 21h30

Até algumas décadas atrás, o maior temor dos países, em caso de guerra, era o ataque aéreo. Todavia, o tempo foi se passando e agora, em 2019, parece que essa história já ficou no passado. Isso porque a França afirmou no último sábado (27) que está se preparando para criar um comando espacial por satélites que pode contar com lasers superpotentes e até mesmo metralhadoras.

O presidente Emmanuel Macron disse que esse comando espacial será criado em setembro, dentro da força aérea, para garantir o desenvolvimento e reforço das capacidades espaciais do país. De acordo com a Reuters, o programa de gastos militares franceses para 2019-2025 já destinou 3,6 bilhões de euros (aproximadamente R$ 15 bi em conversão direta) para investimentos e renovação de satélites franceses.

Florence Parly, a ministra da Defesa da França, explica que esses equipamentos seriam utilizados apenas para fins defensivos — e não ofensivos. Conforme a informação do Gizmodo, a ideia inicial, pelo visto, é de que a primeira geração desses equipamentos esteja munida com câmeras que permitam monitorar possíveis ameaças, mas com a possibilidade de se juntar armas e com potencial de serem lançados em grande número, a curto prazo, de forma que possam estar em órbita até 2030.

Uma das grandes motivações para esse tipo de planejamento parece estar atrelada às recentes ações do presidente dos EUA, Donald Trump, que anunciou que criaria uma força espacial que estará pronta até 2020. Assim, é interessante — e, de certo ponto, assustador — ver como diversas nações estão evoluindo o seu arsenal e poderio militar, dando a entender que, muito embora possa parecer uma história de ficção científica, estamos rumando a uma corrida armamentista espacial.

Fonte: GizmodoReuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.