Emirados Árabes Unidos se preparam para enviar um satélite à órbita de Marte

Por Patrícia Gnipper | 22 de Outubro de 2019 às 23h50
UAESA

A primeira missão científica liderada por um país árabe-islâmico está em desenvolvimento. Trata-se da missão Hope Mars, também chamada de Emirates Mars Mission, que enviará um satélite à órbita de Marte provavelmente já em 2020, com previsão de chegada ao destino em 2021. Ainda, o governo dos Emirados disse que planeja construir um assentamento habitável no Planeta Vermelho até o ano de 2117.

A sonda Hope já está quase que completamente construída, de acordo com a agência espacial da nação. Vale lembrar que, em setembro, os Emirados enviaram seu primeiro astronauta à Estação Espacial Internacional (Hazzaa Ali Almansoori), onde passou oito dias e realizou uma série de experimentos científicos. Isso mostra que a nação está comprometida a investir em atividades espaciais, reforçando a ideia de que a missão Hope realmente sairá do papel.

"Os Emirados Árabes Unidos estão prestes a fazer história, depois de transformar seu sonho de se tornar o primeiro país árabe e islâmico a enviar uma espaçonave para Marte", declarou Ahmad Belhoul al Falasi, presidente da agência espacial dos Emirados Árabes Unidos. "Este esforço monumental é o culminar dos esforços de uma equipe qualificada e experiente de jovens Emiratis, que, com o apoio da nação e sua liderança visionária, garantirão a posição dos Emirados Árabes Unidos na vanguarda da exploração espacial e do setor espacial internacional", completou.

Renderização do satélite Hope (Imagem: UAE Space Agency)

O satélite Hope é, em suma, um satélite meteorológico de última geração, e ele deverá ajudar a responder perguntas sobre o clima e atmosfera de Marte. A missão tem quatro objetivos principais: procurar uma conexão entre o clima atual de Marte e seu clima antigo, estudar como o oxigênio e o hidrogênio são expulsos da atmosfera marciana, estudar as conexões entre as atmosferas inferior e superior de Marte, e gerar uma imagem global de como a atmosfera do planeta varia ao longo do dia, bem como ao longo das estações de seu ano.

Para isso, a sonda será equipada com diversos instrumentos, incluindo uma câmera para gerar imagens da atmosfera em três faixas visíveis e três ultravioletas; um espectrômetro infravermelho para medir poeira, nuvens de gelo, vapor de água e a temperatura; e um outro espectrômetro para medir as mudanças da atmosfera, a estrutura da exosfera, e as emissões ultravioleta de oxigênio, hidrogênio e monóxido de carbono.

Ainda, o governo dos Emirados entende esta missão como uma maneira de levar o mundo árabe à vanguarda da astronomia, ficando "pau a pau" com outras nações que, hoje, já estão mais avançadas neste sentido. O governo já investiu mais de US$ 5,5 bilhões em sua exploração espacial, e espera que a missão Hope ajude, ainda, a incentivar uma nova geração de cientistas e engenheiros árabes.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.