Descoberto exoplaneta em um sistema com três estrelas a 23 anos-luz da Terra

Por Patrícia Gnipper | 24 de Julho de 2019 às 14h17
ESO/L. Calçada/M. Kornmesser

Ao pensar em um planeta com dois sóis no céu, automaticamente lembramos de Tatooine, do universo de Star Wars. Mas e um planeta com três astros iluminando o dia? Pois ele existe na vida real e se chama LTT 1445Ab — acabou de ser descoberto, na verdade, graças ao telescópio espacial TESS, da NASA, que permitiu a observação por parte de astrônomos não ligados à agência espacial.

O sistema fica a pouco menos de 23 anos-luz da Terra (ou seja, pertinho, em uma escala cosmológica), e o tamanho do LTT 1445Ab é mais ou menos do tamanho do nosso planeta, sendo possivelmente rochoso e cerca de 8 vezes mais massivo, também. O exoplaneta orbita uma das três anãs vermelhas, enquanto o par restante "dança" no céu como se fossem duas luas cheias e avermelhadas durante o dia. Uma órbita completa dura um total de 5,36 dias terrestres.

Contudo, dificilmente algum ser está ali na superfície do LTT 1445Ab admirando esse espetáculo da natureza: o exoplaneta não está localizado na zona habitável daquele sistema estelar, e certamente é quente demais para sustentar algum tipo de vida. Estima-se que sua temperatura superficial seja de cerca de 155 graus Celsius.

A partir de agora, os astrônomos deverão estudar o LTT 1445Ab com afinco, observando também sua atmosfera, já que seu trânsito (ou seja, sua passagem em frente à estrela-mãe) permite esse tipo de observação mais aprofundada, o que poderá ajudar, ainda, os estudos de vida em outras partes do universo.

O estudo será publicado no The Astronomical Journal.

Fonte: CNet, Sci-news

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.