Quer brincar com inteligência artificial? Confira os melhores aplicativos

Por Andressa Neves | 18.07.2017 às 15:38

Um dos assuntos mais falados nos últimos anos é a inteligência artificial. Enquanto grande parte dos pesquisadores e estudiosos defende o desenvolvimento da tecnologia, outros tantos temem o que o avanço poderá gerar para a humanidade.

O CEO da Tesla e da SpaceX, Elon Musk, por exemplo, acredita que a inteligência artificial, caso não passe por um processo de regulamentação, se tornará uma ameaça para os seres humanos. O físico Stephen Hawking também tem um posicionamento semelhante: para ele, as pessoas correm sérios riscos de terem suas inteligências superadas pelas máquinas.

Seja como for, a verdade, pelo menos por enquanto, é que as pesquisas em IA têm gerado resultados impressionantes em diversas áreas. E a melhor notícia é que a inteligência artificial não é inacessível ao público em geral. Além das assistentes virtuais dos smartphones, diversos laborários disponibilizam amostras do que suas máquinas inteligentes são capazes de fazer. Quer descobrir algumas plataformas que utilizam a IA e se divertir um pouco? Confira a lista que preparamos para você!

1. AutoDraw

Utilizando machine learning, o AutoDraw, do Google, permite que os usuários criem desenhos profissionais mesmo que eles não tenham qualquer habilidade para desenhar. A partir de alguns rabiscos, o aplicativo decifra o que o usuário está tentando reproduzir e sugere algumas opções, que podem ser substituídas de acordo com a preferência do desenhista. As obras podem, inclusive, ser compartilhadas nas redes sociais ou baixadas em qualquer dispositivo.

2. AI Duet

Que tal fazer um dueto de piano com um bot? Também desenvolvido pelo Google, o AI Duet é uma plataforma na qual o usuário pode arriscar tocar uma música em um piano virtual e ser respondido pela inteligência artificial. A partir das notas tocadas pelo usuário, a IA do Google identifica os padrões melódicos e também toca, como se realmente fizesse parte de um dueto. 

3. FaceApp

O famoso aplicativo de edição de fotos, FaceApp, viralizou recentemente por conta de suas habilidades de transformação. Para quem não sabe, a possibilidade de mudar a aparência dos usuários, tornando-os mais velhos, mais jovens e até mesmo do sexo oposto, acontece graças às redes neurais, que são capazes de identificar as características do rosto humano e aplicar as modificações selecionadas pelo usuário.

4. Giorgio Cam

Que tal conferir algumas composições musicais feitas pela inteligência artificial do Google a partir de fotografias tiradas por você? O Giorgio Cam reconhece as imagens dos objetos colocados na frente do smartphone ou computador e compõe músicas descrevendo e fazendo relações com o que foi mostrado. Tudo isso é possível por conta de uma API de reconhecimento de imagem.

 

5. Quick, Draw!

Se você gosta de jogos envolvendo desenhos, provavelmente o Quick, Draw! vai lhe agradar. Também desenvolvida pelo Google, a ferramenta é, basicamente, um game de adivinhação ao estilo do jogo de tabuleiro Imagem & Ação. Enquanto o usuário deve fazer desenhos pré-definidos em 20 segundos, a inteligência artificial tenta descobrir o que está sendo desenhado.

6. SimSimi

O SimSimi é ideal para quem está se sentindo sozinho ou quer se distrair um pouco. O aplicativo permite que os usuários mantenham uma conversa com inteligência artificial em forma de chat sobre diversos assuntos. O bot realmente faz parecer que o usuário está falando com outra pessoa, surpreendendo nas respostas, que são bastante coerentes. Para proteger as crianças, o app solicita que o usuário defina a permissão do tipo de palavras usadas durante a conversa.

7. Thing Translator

O Thing Translator funciona como uma ferramenta de tradução bastante interessante e certeira. Nele, a  inteligência artificial é capaz de reconhecer objetos com precisão, revelando, inclusive, os nomes das imagens mostradas pela câmera do smartphone ou computador em diferentes idiomas.

Tem outras dicas de aplicativos que permitem que os usuários brinquem com inteligência artificial? Conte para a gente deixando as suas sugestões nos comentários!