Cientistas americanos criam wearable que gera energia a partir de calor humano

Por Redação | 12 de Setembro de 2016 às 23h03
photo_camera Shutterstock

Enquanto baterias com capacidades realmente grandes (ou infinitas) não chegam, a busca por alternativas energéticas para dispositivos continua. Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, Estados Unidos, desenvolveram um dispositivo wearable capaz de gerar 20 μW por centímetro quadrado.

Ele consiste em uma camada condutora flexível de dois milímetros colocada sobre a pele que previne que o calor escape do corpo. O calor passa por um gerador termoelétrico até chegar em uma camada exterior, se dissipando. Ainda que a produção de energia pareça muito pequena, ela é significativamente maior do que a de seus antecessores: os primeiros sistemas do tipo geravam apenas 1 μW/cm² ou menos.

energia corpo humano

A invenção faz parte do centro de pesquisa de sistemas de sensores avançados auto-alimentados da National Science Foundation (ASSIST, em inglês) e tem como objetivo ser integrada em aparelhos médicos que medem sinais vitais, dispensando a necessidade de recarregá-los.

"Queremos criar tecnologias wearable de monitoramento de saúde, como dispositivos que acompanham a saúde do coração ou as condições do ambiente que podem desencadear uma crise asmática", explica o pesquisador da Universidade da Carolina do Norte Daryoosh Vashaee. "Para isso, queremos disponibilizar produtos que não dependam de bateria e nossos protótipos já nos deixam muito próximos disso", finaliza.

Fonte Tech Crunch

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.