10 gadgets da ficção científica que gostaríamos de ver na vida real

Por Ultra Downloads | 03.07.2012 às 19:00

Que o gênero da ficção científica exerce um poder gigantesco sobre os pobres mortais adoradores de tecnologia não é novidade alguma. Quantas vezes você já se viu flutuando no skate de Marty McFly, de De Volta Para o Futuro II? Esse é só um exemplo de gadget futurista que se vê nos filmes e livros.

As incríveis invenções apresentadas ao público pela ficção científica causam brilho nos olhos de quem assiste ou de quem lê. Algumas delas, como o conceito de tradutor universal, introduzido inicialmente pela saga Star Trek, foi praticamente introduzida na realidade. Hoje, já é possível se comunicar e ultrapassar as barreiras de diferentes idiomas. Basta utilizar um smartphone ou o próprio Google Tradutor.

Vários são os dispositivos encontrados neste cenário futurista e fantasioso dos filmes e livros que, de certa forma, foram transformados em produtos reais. Mas o site How Stuff Works selecionou alguns que ainda (eu disse AINDA) não chegaram ao mundo real. Que tal colocar as mãos em algum deles?

1. O skate voador

skate voador

Diretamente do filme De Volta Para o Futuro II para seus pés! O Airboard é um projeto baseado no brinquedo cobiçado pelos espectadores, mas não é uma cópia fiel. Até porque desafiar a gravidade ainda é algo muito difícil de ser conseguido nos dias de hoje. Pelo menos, sobre o Airboard, é possível se mover na direção certa.

2. O Neuralizador

Um dispositivo de extrema importância no arsenal dos Homens de Preto: ele permite a você eliminar a memória daqueles que olharem para a luzinha vermelha piscando continuamente. Basta apertar um botão e dizer algumas palavras para acalmar e pronto. Você varre a memória das pessoas e a substitui por qualquer outra coisa. Para a felicidade de muita gente, o Neuralizador ainda não existe na vida real.

3. O sabre de luz

Objeto de desejo dos nerds, geeks e demais fãs de Star Wars, o sabre de luz é mais do que uma fantasia de ficção científica. Os filmes ensinam que os sabres são capazes de cortar praticamente qualquer material, além de desviar explosões.

Constituído por um cabo, uma fonte de energia e alguns cristais, o sabre de luz possui cores diferentes e emite um ruído característico ao ser manuseado. Enquanto existem por aí réplicas do sabre, ainda não se vê nenhuma possibilidade de fabricação de exemplares fiéis aos do filme, com capacidade de cortar coisas e tudo mais. Já imaginou alguém cortando a grama do jardim e aparando arbustos com um desses? Nah... melhor deixar tudo como está.

4. O polegar eletrônico

A lendária série de Douglas Adams, O Guia do Mochileiro das Galáxias, traz uma forma curiosa de pegar carona com um alienígena: usar um polegar eletrônico. Segundo Adams, existe um canal de comunicação chamado rede de sub-éter. O polegar eletrônico entra nessa rede e capta sinais de espaçonaves próximas para conseguir uma carona. Devido às várias versões de Adams, ainda não se sabe bem como é o funcionamento do polegar: ele provavelmente faz com que o piloto da nave dê permissão ao mochileiro antes que eles entrem no veículo utilizando um raio de transferência de matéria.

Seria bastante útil ter um polegar eletrônico para conseguir caronas de aliens que circulam por aí. Mas, incrivelmente, isso ainda não foi possível.

5. Mr. Fusion

De volta ao De Volta Para o Futuro e seus gadgets superlegais: basta jogar algumas cascas de banana, restos de cerveja e de comida, como fez o Doc no filme, e esperar que o Mr. Fusion transforme todo esse lixo orgânico em combustível para a máquina do tempo. Se restos orgânicos pudessem ser transformados em "1.21 gigawatts!", tratar de capacitores de fluxo de DeLoreans seria moleza.

Mas e se o Mr. Fusion fosse real? Transformar lixo orgânico em energia, com apenas algumas reações nucleares, seria ideal para despoluir o ambiente e fazer muito automóvel zunir nas estradas do mundo. E ainda resolveria problemas de reciclagem. É certo que todo experimento que utiliza um reator nuclear envolve riscos... mas sem riscos não há recompensa, certo?

6. Armadura do Homem de Ferro

Superpoderes são dons invejáveis dos super-heróis, não é verdade? Mas e os seres humanos "normais", como Batman e Homem de Ferro, que dependem de seus dispositivos e treinamentos para vencerem o inimigo? A armadura do Homem de Ferro é um verdadeiro canivete suíço no mundo dos supergadgets. Ela pode voar, suportar grandes danos e ainda conta com raios repulsores que explodem crateras no chão! Invejável, e muitos devem concordar: deveria existir no mundo uma Stark de verdade!

7. Máquinas do Tempo

Enquanto o Neuralizador, de Homens de Preto, faz com que alguém esqueça as últimas memórias, o que fazer para se esquecer de grandes derrapadas do passado? Máquinas do tempo aparecem de todas as formas, tipos e tamanhos nos livros e filmes.

8. Transportadores

Que bom seria se o problema do trânsito das grandes cidades fosse resolvido com estes tranportadores à la Star Trek. Desmaterializar-se para ser transportado por longas distâncias e materializar-se novamente no destino desejado seria a solução de problemas não só de trânsito, como também de confusões, brigas, saudades, vergonha, vontade de conhecer novos lugares, etc., etc., etc.

É necessário dizer que desmontar os átomos de um alvo inanimado e colocá-los de volta em uma nave espacial é um tanto improvável de acontecer num futuro próximo? Ok, vamos para a nona.

9. O Replicador

Outra de Star Trek: o replicador pode criar clones de objetos em níveis moleculares. Se você tiver a receita molecular de uma lasanha, o replicador poderá criar uma quentinha para você. Será que isso seria possível com a tecnologia atual?

Muitos estudiosos pensam que, um dia, a nanotecnologia ajude a construir máquinas que meçam e identifiquem toda a estrutura molecular de um dado objeto. K. Eric Drexler é um destes estudiosos que acham que seja possível criar máquinas com bilhonésimos de metro de comprimento - tão pequenas que mal podem ser vistas por microscópios ópticos - capazes de "montar" um objeto utilizando uma molécula de cada vez. Com bilhões destas máquinas, seria possível criar praticamente tudo que se imaginar. Basta ter os materiais em mãos.

Outros cientistas, como Richard E. Smalley, acham que existem barreiras fundamentais que tornam a fabricação destes nanodispositivos uma verdadeira impossibilidade virtual.

10. A chave de fenda sônica

Os fãs de Doctor Who concordam: não existiria nada mais versátil e prático que a chave de fenda sônica do Doutor. Ela pode abrir e fechar cadeados rústicos ou teclados digitais. Ela pode reprogramar computadores e reparar a fiação antiga. Ainda pode ser usada como arma para legítima defesa, deixando pessoas em estado inconsciente. E, o mais importante: pode ser pareada com uma fonte de energia para acabar de vez com Daleks e Cybermen.

Ela pode fazer quase tudo. Exceto funcionar em algo feito de madeira.

Enquanto isso, muitas empresas tentaram inventar algo semelhante. Pesquisadores da Universidade de Dundee, na Escócia, anunciaram, em abril, a criação da verdadeira chave de fenda sônica. Ainda se espera uma produção em larga escala deste dispositivo que dispensa qualquer kit de ferramentas. Uma verdadeira alegria para Whovians e não-Whovians!

E você, tem algum dispositivo sci-fi favorito que não foi listado aqui? Comente abaixo!