Siga o @canaltech no instagram

Uber quer contratar 60 profissionais em sete estados brasileiros

Por Thaís Augusto | 26 de Fevereiro de 2019 às 21h00
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

A Uber quer contratar 60 profissionais brasileiros para suas operações em São Paulo (SP), Mogi das Cruzes (SP), São José do Rio Preto (SP), Campina Grande (PB), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Vitória (Espírito Santo).

Há vagas nas áreas de vendas, recrutamento, operações, comunicação, engenharia e direito. Entre os cargos, aparecem especialista e agente em atendimento, analista de dados e até executivos para a coordenação de setores da Uber em São Paulo. Os candidatos podem se inscrever pelo site da empresa.

Para cada vaga, a Uber destaca um pré-requisito diferente. Para cargos mais simples, como os de atendimento, a empresa exige uma boa comunicação, mas ensino superior, conhecimento na lígua inglesa e experiências anteriores são apenas "desejáveis".

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já o profissional para a área de recrutamento deve possuir inglês e espanhol avançado, além de demonstrar habilidades de organização e comunicação.

Em sua página de vagas, a Uber destaca que é uma empresa que oferece oportunidades iguais de emprego "independentemente da raça, cor, ascendência, religião, sexo, nacionalidade, orientação sexual, idade, cidadania, estado civil, deficiência, identidade de gênero ou status de veterano". Ainda, a empresa diz que "na Uber, não só aceitamos as diferenças como também elas são celebradas e apoiadas".

A Uber está presente em mais de 600 cidades ao redor do mundo. Neste ano, a empresa se prepara para realizar sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A companhia foi avaliada antecipadamente em US$ 120 bilhões.

O CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, adiantou que a Advanced Technologies Group, o braço da Uber para pesquisas no setor de carros autônomos, não fará parte do IPO "por enquanto". As atividades do grupo haviam sido suspensas após um acidente fatal envolvendo o veículo autônomo da companhia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.