Startups brasileiras são escolhidas em competição de inovação do Santander

Startups brasileiras são escolhidas em competição de inovação do Santander

Por Rui Maciel | 03 de Agosto de 2020 às 16h15

Fofuuu, Sumá, TAQE e wconnect: essa são as quatro startups brasileiras escolhidas pelo Santander X Tomorrow Challenge, competição que busca soluções que ajudem a transformar a realidade do mundo após a Covid-19. Lançado em maio passado, o desafio internacional recebeu inscrições de 2.251 projetos de 14 países.

A Fofuuu é ferramenta online de monitoramento de terapias para crianças com deficiência; já a Sumá é plataforma para pequenos agricultores com dificuldade de acesso aos mercados. Por sua vez, a TAQE funciona como uma plataforma de recrutamento e seleção digital. Por fim, a wconnect é uma empresa de engenharia que criou a "Simples Receita", sistema para conectar médicos, pacientes e farmácias para a venda online de medicamentos sob prescrição médica.

Ao final da competição promovida pelo Santander, foram escolhidas 20 startups, com critérios que levaram em conta projeção, viabilidade e escalabilidade. Foram quatro categorias avaliadas: Re-Skill, para desenvolver novas habilidades profissionais; Re-Work, para apoiar a luta contra o desemprego gerado pela pandemia; Re-Invent, para adaptar os modelos de negócio à nova situação e Re-Launch, para reabrir negócios e identificar novas oportunidades de mercado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Cada uma receberá 20.000 euros para o desenvolvimento de seu projeto, mentorias, roadshow para acesso a financiamento e divulgação nos meios de comunicação globais.

Domínio e representatividade

Brasil, Espanha e México foram os países com maior representação, com mais de 60% dos projetos inscritos. A participação se refletiu no resultado: sete startups são espanholas, quatro brasileiras e duas mexicanas. Os demais países contaram com um projeto cada.

Os projetos escolhidos pertencem a 10 países: Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, EUA, Espanha, México, Portugal, Peru e Reino Unido e cujos escolhidos também se destacaram pela representatividade. Cerca de 40% deles foram desenvolvidos por mulheres, dados bastante positivos que refletem o aumento da presença feminina na esfera do empreendedorismo. A lista completa dos selecionados pode ser conferida no site do Santander X Tomorrow Challenge.

Resposta pós-COVID-19

O Santander X Tomorrow Challenge faz parte do plano de resposta global do Banco Santander para a crise gerada pela COVID-19; o banco afirma ter investido 100 milhões de euros no mundo todo para combater o vírus e atenuar seus efeitos entre os grupos mais afetados: destes, 30 milhões foram mobilizados por intermédio do Santander Universidades.

A partir desses valores, a instituição afima que projetos de pesquisa para o desenvolvimento de vacinas, medicamentos e novas técnicas de diagnósticos ganharam incentivos. Além disso, estudantes menos favorecidos receberam ajuda para dar continuidade aos seus estudos acadêmicos e foram realizados trabalhos de reforço do sistema universitário para sua transição digital.

O banco afirma ainda que ofereceu, até o momento, mais de 25 mil Bolsas de Estudo Santander para ajudar estudantes e recém-formados a desenvolverem competências digitais, idiomas e soft skills, para favorecer futura empregabilidade.

Em meados de abril, o banco também anunciou o início da segunda edição do Coders, programa de capacitação que oferecerá um total de 480 vagas para cursos em dois módulos: Web Full Stack Java (240 vagas) e Desenvolvimento Mobile (240 vagas). Criada em 2019, uma das particularidades da iniciativa é que ela busca pessoas interessadas em Tecnologia e programação, sem que, necessariamente, elas tenham uma formação universitária, nem atuação específica no setor de TI. Em outras palavras, você não precisa ser um programador ou desenvolvedor, por exemplo, para participar. Segundo os organizadores do Coders, a primeira edição do programa atraiu 36 mil inscritos, quando foi oferecido o módulo de Desenvolvedores Web Full Stack.

Fonte: Santander  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.