Amazon quer adquirir parte da maior varejista da Índia

Por Stephanie Kohn | 27 de Julho de 2020 às 13h59
Amazon
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

A Amazon está nos estágios iniciais de adquirir 9,9% da Reliance Retail, maior grupo varejista da Índia, que opera cerca de 10 mil lojas, na tentativa de ter uma participação estratégica da JioMart. A companhia, que faz parte do conglomerado trilionário Reliance Industries, tem mais de 3,5 milhões de clientes por semana e está espalhada em mais de 6,5 mil cidades do país.

As possíveis negociações ocorrem dias após Ambani, o homem mais rico da Índia e presidente do Reliance Industries, afirmar publicamente que várias empresas globais estão investindo em seus braços de varejo. Um dos empreendimentos dele, no segmento, conseguiu US$ 20 bilhões, em abril deste ano, com a venda de 33% de participação para uma dúzia de investidores, entre eles Facebook e Google.

Outra informação que corrobora com a notícia é que Ambani informou durante evento anual da companhia que a Reliance Retail irá "incluir parceiros globais e investidores no próximo trimestre".

A instituição financeira Morgan Stanley recentemente avaliou a Reliance Retail em cerca de US$ 29 bilhões.

Tentativas de expansão

O varejo indiano tem sido uma pedra no sapato da Amazon e há anos a companhia vem tentando conquistar o mercado por meio de negociações e aquisições. As comerciantes da Índia se tornaram desafiadoras à gigante norte-americana especialmente depois que o Walmart, em 2018, adquiriu participação majoritária da Flipkart, outra grande rede de e-commerce da região, por US$ 16 bilhões, e aumentou sua participação na empresa em uma nova rodada de financiamento de US$ 1,2 bilhão neste mês.

Além da Flipkart e da Reliance Retail, a Amazon ainda enfrenta a Future Retail, a segunda maior cadeia de varejo indiana. Tanto é que a empresa de Jeff Bezos e a própria Reliance Retail já travaram um batalha para adquirir a participação majoritária da medalha de prata. No ano passado, a Amazon investiu US$ 100 milhões em uma participação da Future Coupons, uma subsidiária da Future Retail, na tentativa de obter um pedaço da concorrente.

Com o aporte, a americana deteve 3,58% da indiana e conseguiu o direito de preferência de compra para aumentar sua posição dentro da companhia. As empresas ainda assinaram um contrato comercial de longo prazo para que a Future Retail venda alguns produtos online por meio do e-commerce da Amazon na Índia.

Fonte: Business Insider e TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.