Siga o @canaltech no instagram

Amazon está a 10 anos de substituir toda mão de obra humana por robôs

Por Wagner Wakka | 03 de Maio de 2019 às 08h47
Tudo sobre

Amazon

Saiba tudo sobre Amazon

Ver mais

A Amazon tem tentado tornar a seu estoque totalmente automatizado. Contudo, o diretor de robótica da empresa, Scott Anderson, assumiu que isso não deve acontecer em pelo menos 10 anos. A notícia veio em uma visita guiada com jornalistas pelo estoque da companhia.

A varejista norte-americana passou recentemente por denúncias de condições ruins de trabalho dentro das suas linhas de entrega. Por conta disso, convidou jornalistas para conhecerem o ambiente.

Segundo Anderson, a ideia de como funciona o sistema de envio da Amazon ainda é mal interpretado pelas pessoas, criando teorias de que ela esteja próxima de 100% de automação.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os principais problemas atuais são em ações que estritamente seres humanos conseguem fazer de forma mais simples. Por exemplo, para um robô pegar um produto dentro de um cesto de maneira que não estrague outros produtos é difícil. Ainda, para uma máquina, pegar mais de um produto de uma vez também é outra tarefa complicada. Isso tudo faz com que usar esse tipo de assessoria de máquinas ainda seja complicada.

“Na forma atual, a tecnologia ainda é bem limitada. A tecnologia está bem longe da estação totalmente automatizada de que a gente precisa”, apontou Anderson.

Outro problema apontado pela empresa é em relação ao setor de comidas. Ele aponta que escolher frutas e outras opções frescas ainda é difícil para um robô. “Imagine de você quer bananas. Eu gosto das minhas firmes, e outras pessoas que elas sejam mais maduras. Como que eu faço um robô escolher isso?”, apontou.

A companhia já tem robôs para lidar com alguns tipo de mercadoria que são mais padronizadas, como roupas, bicicletas e outros objetos. A Amazon também anunciou uma mudança no tempo de envio para usuários Prime, que passou de dois dias de espera para apenas um. Segundo a empresa, não houve mudança de trabalho para os funcionários. O que mudou, foi a forma de organização de envio.

O principal problema atual é em relação ao tempo que demora para o produto sair do estoque depois que é comprado pelo usuário. Atualmente, isso leva quatro horas, o que deve ser minimizado em breve.

Atualmente, a Amazon conta com 110 estoques espalhados pelos Estados Unidos, 45 centros de organização e 50 estações de entrega. No total, são 125 mil funcionários da empresa no país.

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.