Empresa chinesa apresenta drone capaz de levar passageiros de forma autônoma

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2018 às 15h41
photo_camera Ehang/Divulgação

As cenas futurísticas que mostram passageiros cruzando os céus em veículos particulares voadores estão cada vez mais próximas da realidade. Pelo menos é o que a Ehang, fabricante chinesa de drones, está prometendo.

Em 2016, a empresa apresentou na CES a ideia de um drone tripulado e autônomo que poderia revolucionar a mobilidade. Agora, dois anos depois, apareceram as primeiras imagens do que seria esse quadricóptero.

Por enquanto, o drone está na fase final de testes. A empresa já fez mais de 1.000 voos experimentais com passageiros humanos, sob parâmetros que simulavam situações reais. O drone alcançou 300 metros de altura, levando cargas que somavam 230 kg.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Nessas condições, o Ehang 184, como o drone foi batizado, teve autonomia de 15 km a uma velocidade máxima de 130 km/h.

Para completar as variáveis de teste, o drone viajou sob condições climáticas diferentes. Enfrentou temperaturas altas, neblina, ventos fortes e voos noturnos. A avaliação da empresa é que os experimentos foram positivos.

A Ehang tem na cabeça a palavra-chave mobilidade. Por isso, seu objetivo é transformar o 184 em um táxi aéreo, capaz de transportar passeiros em áreas urbanas.

O drone 184 pode voar até 16 km. Foto: Ehang/Divulgação

Testes em Nevada

A apresentação oficial estaria marcada para o World Government Summit, que acontece em Dubai de 11 a 14 de fevereiro, mas ainda não está confirmada, segundo um porta-voz da empresa.

Dubai deve ver também o Volocopter, drone similar ao 184 produzido pela empresa alemã de mesmo nome.

A companhia chinesa tem ainda uma carta na manga. A Ehang já recebeu permissão do Estado de Nevado, nos Estados Unidos, para testar o drone, o que poderia abrir o caminho para o mercado norte-americano.

Autonomia em voo

O Ehang 184 é totalmente elétrico e comporta um passageiro em sua cabine. O modelo terá autonomia de 16 km ou cerca de 23 minutos de voo. É também autônomo, mas um piloto humano pode assumir o comando remotamente em caso de necessidade.

Segundo a empresa, o drone é capaz de traçar rotas e identificar obstáculos. Ainda terá melhorias, como a possibilidade de o passageiro assumir o controle. 

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.