DECEA restringe ainda mais voos de drones próximo ao aeroporto de Congonhas

Por Natalie Rosa | 21 de Janeiro de 2019 às 17h05

O DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) aumentou as restrições de voo de drones ao redor do aeroporto de Congonhas, devido a três ocorrências registradas nos anos de 2017, 2018 e, mais recente, em 2019. Agora, a restrição atinge um raio de 5,4 km, ou três milhas náuticas, acima de 30 metros de altura.

Segundo o Coronel Aviador Jorge Humberto Vargas Rainho, coordenador do assunto no DECEA, o objetivo da medida é evitar que a segurança do espaço aéreo brasileiro seja afetada. A restrição também será aplicada para voos recreativos acima de 2 km, mas o eixo de aproximação de decolatem continua em 9 km.

O coronel revela ainda que, infelizmente, os setores recreativo e profissional são afetados por ações de pilotos que descumpriram as regras. "Mantemos o nosso compromisso com a segurança das operações e não vamos abrir mão disso. Cada vez mais torna-se necessário entender que drones não são brinquedos e que demandam responsabilidade em sua operação.

A restrição já está em funcionamento desde o dia 14 de janeiro, sem previsão para acabar.

Fonte: DECEA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.