Cursos gratuitos de TI têm vagas para mulheres, para deficientes e outros

Cursos gratuitos de TI têm vagas para mulheres, para deficientes e outros

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 13 de Dezembro de 2021 às 11h00

Interessados em ter uma carreira no setor de tecnologia da informação podem aproveitar as diferentes iniciativas que oferecem capacitação gratuita em diferentes áreas do segmento. O Canaltech selecionou algumas delas. Acompanhe a seguir e veja quais é mais adequada às suas necessidades. Boa sorte!

Formação em TI para pessoas com deficiência

A CI&T, especialista digital para grandes marcas, acaba de lançar, em parceria com o Instituto de Gestão em Tecnologia da Informação (IGTI), um programa gratuito de formação em tecnologia da informação exclusivo para pessoas com deficiência. O curso é totalmente online e oferece 500 bolsas de estudo. Ao fim da capacitação, o projeto oferece oportunidades de trabalho remoto. Para participar, é preciso ter mais de 18 anos e ter completado o ensino médio, mas não é necessário conhecimento prévio de tecnologia. As inscrições estão abertas neste site.

Formação para deficientes quer ampliar diversidade no mercado (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Bootcamp Data Women Engineers

Uma iniciativa da DataEX em parceria com a Microsoft vai oferecer um programa intensivo de formação em tecnologia voltado para mulheres — uma das iniciativas das empresas para ampliar a diversidade no mercado. O curso vai ensinar conceitos e tecnologias de captura, armazenamento, organização, exploração e de enriquecimento de dados em 32 horas distribuídas em oito dias.

Para participar, as mulheres interessadas devem ter mais de 18 anos, ensino médio completo e conhecimentos básicos de linguagem SQL e Banco de dados SQL Server. Serão 50 vagas para alunas de todo o Brasil. As interessadas podem se inscrever até 31 de dezembro aqui.

Programação para mulheres

Outra iniciativa que busca reduzir a desigualdade de gênero no segmento une a escola de programação Kenzie Academy e a HRTech Dupla, especializada em recrutamento e seleção de mulheres para TI. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), a participação feminina no segmento é de apenas 20%. Dados do programa YouthSpark, da Microsoft, apontam que só 25% das vagas no país são ocupadas por elas.

O projeto vai apresentar gratuitamente a programação, com conteúdo prático, simplificado e acessível, mesmo para quem não teve contato anterior com o tema. As inscrições são abertas para todas as pessoas que se identificam com o gênero feminino neste link. A plataforma de ensino da Kenzie, com 30 horas de conteúdo, 10 horas de aulas ao vivo e suporte em tempo real, estará aberta para as interessadas. Depois que obtiverem a certificação, a Dupla vai ajudá-las na busca por oportunidades no mercado de trabalho.

Iniciativas buscam diminuir desigualdade de gênero no setor (Imagem: Reprodução/Envato/poungsaed_eco)

Curso sobre empregabilidade

A busca por uma nova posição no mercado de trabalho requer preparação. Saber como se portar em entrevistas e desenvolver comportamentos para se destacar pode ser essencial. Por isso, a HRTech para pequenas e médias empresas (PMEs) Sólides oferece um curso online e gratuito sobre empregabilidade.

São 1 milhão de bolsas de estudo e os candidatos a emprego vão participar de quatro módulos de preparação mais um módulo de gestão comportamental. Serão debatidos o poder das redes sociais, a montagem do currículo, o networking, a força da comunicação nos processos e o momento da entrevista. Além disso, será abordado o autoconhecimento como ferramenta para encontrar a vaga perfeita. As inscrições para o curso podem ser feitas neste link.

Capacitação em inteligência artificial

O Instituto de Inteligência Artificial Aplicada (I2A2) acabar de firmar parceria com a NewG Recruitment. A ideia é oferecer um pacote de serviços especializados de busca, capacitação e seleção de profissionais da área de inteligência artificial.

O programa se chama IA Business e pretende capacitar 5 mil profissionais até o fim de 2022. Ao contratar a solução, a empresa apresenta os perfis de profissionais procurados para que treinamentos personalizados sejam montados de forma a unir conhecimento tecnológico e de negócios com habilidades comportamentais.

O modelo de ensino engloba aulas expositivas online, autoestudo e prática apoiada por mentoria e curadoria de profissionais experientes. No desenvolvimento comportamental, os alunos são preparados para tomar decisões estratégicas com base em iniciativas de inteligência artificial e foco no aumento de desempenho e incremento de resultados. Mais informações podem ser encontradas no site do I2A2.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.