Quais são os itens mais esquecidos em corridas de Uber no Brasil?

Por Fidel Forato | 23 de Março de 2020 às 10h52
Reprodução
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

Já esqueceu o celular em algum lugar? Por alguns segundos, quando você percebe a falta desse quase órgão, o coração para e a pele esfria. Às vezes, o smartphone só estava na bolsa, mas em alguns casos pode ter ficado no carro mesmo, depois de uma viagem de Uber, por exemplo. Inclusive, há quatro anos as carteiras, chaves e celulares não saem do topo dos Achados & Perdidos da companhia de transportes, que classifica os 10 objetos mais esquecidos dentro de seus veículos.

No topo do ranking de itens mais esquecidos estão as carteiras e bolsas — afinal quem é mesmo que usa dinheiro ou cartão hoje em dia? —, já blusas e jaquetas estão em segundo lugar. E somente em terceiro lugar fica o telefone celular, ou seja, as pessoas estão, de fato, apegadas.

Sexta-feira e sábado são os dias em que os passageiros mais esquecem itens durante suas corridas de Uber (Foto: Divulgação/ Uber)

Esta é a lista dos itens mais esquecidos em corridas de Uber no Brasil:

  1. Carteira e bolsa
  2. Roupas
  3. Celular
  4. Mochilas e malas
  5. Chave
  6. Óculos
  7. Fone de ouvido e caixa de som
  8. Dinheiro
  9. Garrafas
  10. Joia, relógio e maquiagem

Uma curiosidade: dos 10 itens mais esquecidos no Brasil, nove deles também estão na lista dos Estados Unidos. Somente a categoria joias, relógios e maquiagens não está no ranking norte-americano.

Já entre os objetos mais curiosos esquecidos no Brasil pelos usuários da Uber estão: fita de monitor cardíaco; convite de casamento; aparelho ortodôntico; quadro de arte; remédio para cachorro; controle de videogame. Enquanto isso, nos Estados Unidos os mais bizarros são: ratos para alimentação de cobra de estimação; leite materno; véu de noiva; cartas de Tarot; tanque de oxigênio; pedras.

Há inclusive um padrão para esquecer o que em cada dia da semana, como a Uber observa. Nesse esquema, os passageiros esquecem mais a carteira durante as segundas-feiras. Às terças, são os fones de ouvidos e caixas de som e às quartas malas e mochilas. Já durante a quinta, os objetos mais esquecidos são os óculos. Garrafas, roupas e celulares são deixados para trás aos finais de semana — sexta, sábado e domingo, respectivamente.

Então tome cuidado redobrado aos finais de semana, principalmente porque sexta e sábado são os dias em que os passageiros mais esquecem objetos, ainda mais na faixa das 21h às 23h.

Cidades mais desligadas

Além dos objetos, a Uber lista as cidades onde proporcionalmente as pessoas mais esquecem objetos. Nessa história, Petrolina, que na lista passada ocupou a quarta posição, agora é a campeã de esquecimentos. Já Governador Valadares e São Paulo ocupam a segunda e terceira posição, respectivamente. Enquanto isso, Brasília, que já esteve em primeiro lugar, caiu dez posições e quase saiu no ranking. A seguir, confira onde moram os passageiros mais desligados:

  1. Petrolina, Pernambuco;
  2. Governador Valadares, Minas Gerais;
  3. São Paulo, São Paulo;
  4. Porto Velho, Rondônia;
  5. Santa Maria, Rio Grande do Sul;
  6. Itajaí, Santa Catarina;
  7. Parauapebas, Pará;
  8. Imperatriz, Maranhão;
  9. Uberlândia, Minas Gerais;
  10. Brasília, Distrito Federal.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.