Dispositivo é capaz de dizer se motorista acidentado estava mexendo no celular

Por Redação | 11.04.2016 às 21:26 - atualizado em 12.04.2016 às 06:23

Que bebida e direção não combinam, todo mundo sabe - e mesmo assim é preciso utilizar bafômetros nas estradas para detectar motoristas infratores que arriscaram tomar uma cervejinha antes de colocar as mãos no volante. Já com relação a outras drogas, ainda não há um teste rápido que os policiais possam fazer pelas ruas, mas parece que quem bater o carro porque estava digitando no celular já poderá ser flagrado. Isso porque uma empresa de Israel chamada Cellebrite está desenvolvendo um dispositivo que analisa o smartphone ou tablet dos envolvidos no acidente e informa se o aparelho estava em uso naquele momento ou não.

O "textômetro" poderá ser usado em breve nos Estados Unidos graças a um projeto de lei que está tramitando em Nova Iorque e que prevê a obrigatoriedade dos motoristas envolvidos em acidentes cederem seus aparelhos de comunicação como celulares e tablets à polícia sempre que solicitado para análise. Para não invadir a privacidade desses usuários, o dispositivo não terá acesso a suas mensagens, contatos, fotos e aplicativos, mas será capaz de analisar os dados de uso do aparelho, mostrando se ele estava sendo utilizado no instante do acidente.

O projeto de lei prevê que motoristas que se recusarem a fornecer seus aparelhos à polícia terão sua licença para dirigir revogadas imediatamente, já que a pessoa estaria negando colaborar para com a polícia na investigação das causas do acidente. De acordo com órgãos que coletam dados a respeito de acidentes de trânsito nos EUA, diariamente cerca de nove pessoas morrem no trânsito e outras 1.153 são feridas por conta de distrações ao volante.

Fonte: ARSTechnica