Aniversário do Harry Potter | 5 itens mágicos que existem graças à tecnologia

Por Nathan Vieira | 31 de Julho de 2019 às 12h47
Pottermore
Tudo sobre

Harry Potter

Saiba tudo sobre Harry Potter

31 de julho é uma data muito importante para os fãs de Harry Potter, também chamados de potterheads, porque é o aniversário de duas pessoas muito especiais para o universo de um dos bruxos mais famosos da literatura e do cinema: J. K. Rowling, a escritora responsável por criar todo esse universo de fantasia, e do próprio Harry Potter, personagem principal da saga.

Nesta quarta-feira (31), o Harry está completando nada menos que 39 anos! Isso porque os acontecimentos do livro têm início em 1980.

Os aniversariantes

Joanne Rowling, conhecida como J. K. Rowling, está completando 54 anos (Foto: Time Magazine)

Joanne Rowling nasceu no condado de Gloucestershire, no Reino Unido, em 1965, o que a leva a completar 54 anos nesta quarta-feira. Em 2007, ela foi nomeada como Pessoa do Ano pela revista Time. Em 2010, foi apontada como a mulher mais influente da Grã-Bretanha e a 40ª pessoa mais poderosa pela Forbes. Em 2016, com uma fortuna estimada em 500 milhões de libras, o Jornal The Sunday Times classificou a escritora como a 197ª pessoa mais rica de todo o Reino Unido. Ela também foi a primeira pessoa do mundo a ficar bilionária só vendendo livros, mas de tanto fazer doações à filantropia, principalmente para ajudar pessoas com esclerose múltipla, doença que matou a mãe dela, acabou saindo das listas de Pessoas Mais Ricas do Mundo.

Mas a autora de Harry Potter nem sempre teve esse sucesso todo. A história do bruxo veio à tona em 1995, durante um período muito difícil na vida de Rowling, com divórcio, mãe doente e filha para cuidar.

A autora teve a história de Harry Potter e a Pedra Filosofal recusada por 12 editoras, até que foi acolhida pela Bloomsbury depois de um dos editores levar o manuscrito para sua filha pequena ler e ela convencê-lo a publicar a história para saber como ela continuava. Mesmo assim, os editores acharam que os garotos não iriam querer ler histórias que tivessem sido escritas por uma mulher, então aconselharam Rowling a assinar com as duas primeiras iniciais. Como não tinha um nome do meio, a autora escolheu colocar Kathleen, em homenagem à avó materna, assinando assim J. K. Rowling.

Mesmo tendo seu manuscrito aceito pela Bloomsbury, ela foi orientada a procurar emprego, sob a previsão de que não ganharia dinheiro apenas com livros infantis. Atualmente, as histórias do bruxo, que foram distribuídas em sete livros (Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Harry Potter e o Cálice de Fogo, Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe e Harry Potter e as Relíquias da Morte), já renderam mais de 500 milhões de cópias e foram traduzidas pra 73 idiomas, sendo que só Relíquias da Morte vendeu 11 milhões nas primeiras 24h nos EUA.

Rowling também teve a história de sua vida eternizada em um documentário chamado J. K. Rowling… A Year in the Life, que aborda principalmente as dificuldades que teve pouco antes de publicar o primeiro livro da saga. Após Harry Potter, Rowling fez alguns livros voltados ao público adulto, como Morte Súbita (2012) e O Chamado do Cuco (2013), o último sob o pseudônimo de Robert Galbraith.

O personagem Harry Potter está completando 39 anos nesta quarta-feira (31) (Foto: Reprodução/Warner)

Por sua vez, o outro aniversariante do dia, Harry Potter, nasceu na vila fictícia de Godric’s Hollow, que no livro está situada no Sudoeste da Inglaterra. Os pais de Harry foram assassinados por Lord Voldemort quando Harry ainda tinha apenas um ano de idade, então o garoto foi levado para a casa dos tios, onde cresceu sendo muito maltratado. Foi no 11º aniversário de Harry (o que nos livros seria equivalente a 31 de julho de 1991) que ele descobriu que era um bruxo e que deveria treinar seus poderes mágicos na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Os eventos do livro ocorrem na década de 90, durante a adolescência de Harry. O último livro, Harry Potter e as Relíquias da Morte, se passa nos anos de 1997 e 1998. O último capítulo de toda a saga, intitulado Dezenove anos depois, mostra Harry casado com Gina Weasley e levando dois de seus três filhos para o expresso que leva a Hogwarts, e se passa no ano de 2017.

As histórias de Harry Potter são responsáveis por levar várias gerações de leitores a dar asas à imaginação e despertam a atração do público com toda a questão da magia e da fantasia. Mas você sabia que algumas das magias do universo criado por J. K. Rowling foram trazidas para o mundo real? Tudo isso graças à tecnologia, que tem trazido cada vez mais praticidade para a vida do ser humano, sendo muitas vezes comparada com mágica.

Sendo assim, para comemorar o aniversário do protagonista e da criadora dessa famosa saga de livros, o Canaltech traz para você uma lista com invenções do mundo real que tiveram inspiração em Harry Potter.

Chapéu seletor

Ryan Anderson usando o chapéu seletor inventado por ele, que utiliza tecnologia IBM Watson (Foto: Business Insider)

Um item muito famoso da saga é o Chapéu Seletor, responsável por, desculpem a redundância, selecionar alunos iniciantes para uma das casas de Hogwarts: Grifinória, Sonserina, Corvinal ou Lufa-Lufa. Isso é feito analisando suas personalidades e as relacionando com os ideais das casas. Na Grifinória, por exemplo, ficam os mais destemidos, que não cumprem regras e gostam de proteger as outras pessoas. Por sua vez, a Sonserina dá valor a pessoas ambiciosas e que não medem esforços para conseguir o que querem. A Corvinal conta com os alunos mais inteligentes da academia, uma vez que valoriza a perspicácia, enquanto na Lufa-Lufa estão os mais leais, de grande coração.

Para agradar as filhas, em 2016 o engenheiro norte-americano Ryan Anderson desenvolveu um chapéu semelhante ao da história usando tecnologia IBM Watson. Ele codificou o item para registrar palavras e atribui-las às casas de Hogwarts. Anderson também realizou testes com base nos perfis de algumas celebridades na internet e concluiu, por exemplo, que Hillary Clinton e Stephen Hawking seriam da Corvinal.

Varinha mágica

O kit desenvolvido pela Kano possibilita que crianças se interessem por programação (Foto: Site oficial da Kano)

Grande parte da magia presente no universo de Harry Potter só é possível graças a um item muito especial: a varinha. Este item mágico é o responsável por canalizar o poder do bruxo e o ajuda a realizar feitiços, logo é de grande importância para o enredo. No universo de Harry Potter, as pessoas até acreditam que a varinha escolhe o bruxo.

Em 2018, em parceria com a Warner, a empresa Kano desenvolveu um kit para ensinar programação às crianças com uma "varinha mágica". Ela conta com um sensor de movimento e é compatível com tablets iOS ou Android, além de computadores Mac ou Windows. O kit também conta com um aplicativo interativo.

Mapa do Maroto

O aplicativo Find My Friend localiza em tempo real igual ao Mapa do Maroto (Foto: Appstore)

Apresentado no terceiro volume da saga, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, o Mapa do Maroto foi desenvolvido por James Potter, o pai de Harry, Sirius Black, Remo Lupin e Peter Pettigrew — conhecidos na história como Os Marotos. Com o Mapa do Maroto em mãos, é possível ver a localização em tempo real dos habitantes do castelo e acompanhar a locomoção de todos.

A ideia de acompanhar os movimentos das pessoas em tempo real pode parecer uma fantasia, mas já é realidade, e inclusive faz parte do cotidiano. Para que alguém veja a sua movimentação, basta enviar a localização por meio do WhatsApp, por exemplo. Há, inclusive, aplicativos como o Find My Friend (iOS) ou o MeetMe (Android e iOS), que te levam a ver quem está mais pertinho de você.

Imagens com vida própria

O Live Photos (iOS) registra o momento como se a foto tivesse vida (Foto: 9to5Mac)

Uma característica marcante do universo de Harry Potter é que as fotos possuem vida própria, como aquelas publicadas no Profeta Diário, em que a pessoa fotografada aparece acenando ou mesmo zangada, realizando algum movimento. Talvez as fotos mais famosas sejam as dos prisioneiors de Azkaban (como Bellatrix Lestrange e Sirius Black) fazendo caras e bocas para a câmera.

Os GIFs são muito próximos dessas fotos em movimento presentes na saga, capturando apenas alguns segundos de movimento, diferente de um vídeo. Além disso, recursos como o Live Photos do iOS, que registra o que acontece 1,5 segundo antes e depois de tirar uma foto, reproduz bem a sensação de que aquela foto tem vida, se parecendo bastante com as fotografias do universo do bruxo.

Penseira

A tecnologia está criando assistentes cognitivos com função semelhante à penseira (Foto: Pixabay)

Um dos objetos mais almejados do universo é a penseira do Dumbledore, uma bacia de pedra que serve para reorganizar os pensamentos e revisitar memórias. Quando Dumbledore está muito preocupado ou desnorteado, usa a magia para arrancar um pensamento e armazenar na penseira, em busca de clareza.

Um inventor da IBM desenvolveu um assistente cognitivo para aprender tudo sobre alguém e, posteriormente, lembrar de informações que tenham sido esquecidas, como um nome. A ideia já foi incorporada em alguns aplicativos que permitem salvar informações para te lembrar depois, como o I Remember (Android).

Fonte: Business Insider, Dezeen, App Store, The Atlantic

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.